Exportação de grãos dispara no Arco Norte

Exportação de grãos dispara no Arco Norte

Crescimento foi de 487,5% entre 2009 e 2020, segundo estudo da CNA

Redação

publicidade

As exportações de soja e milho pelos portos do Arco Norte, que abrangem as regiões Norte, Nordeste e parte do Centro-Oeste, cresceram 487,5% entre 2009 e 2020 ou 35,1 milhões de toneladas. Só no ano passado, foram embarcadas 42,3 milhões de toneladas por estes locais. Na mesma comparação, o Brasil registrou alta de 205,7% ou 89,3 milhões de toneladas exportadas em 11 anos. Já em 2020, o país exportou 227,4 milhões de toneladas. A informação consta em estudo da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Para a CNA, o crescimento de 165,3% na produção desses grãos em 11 anos no Arco Norte, a pavimentação da BR-163 MT/PA, a dragagem do rio Tapajós, a instalação dos Terminais de Uso Privado e a ampliação dos terminais de grãos no porto de Itaqui, no Maranhão, e dos portos de Belém contribuíram para o avanço. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895