Geada prejudica o trigo e frutas

Geada prejudica o trigo e frutas

Principais casos registrados no final de semana ocorreram no Noroeste do Estado

Correio do Povo

A forte massa de ar frio polar que se espalha sobre o Brasil implicou em temperaturas negativas no último final de semana no Rio Grande do Sul

publicidade

As geadas ocorridas na sexta-feira e no sábado prejudicaram plantações de trigo no Rio Grande do Sul. Ainda não há um levantamento de perdas, mas o diretor-técnico da Emater/RS-Ascar, Alencar Rugeri, diz que, além do cereal, as hortaliças e alguns cultivos de frutas, como o de pêssegos, também foram afetados, dependendo da localização. As principais narrativas de prejuízos ocorreram, até agora, no Noroeste do Estado. O presidente do Sindicato Rural de Santiago, Unistalda e Capão do Cipó, José Luiz Dalosto, disse que parte dos seis mil hectares de trigo plantados está comprometida. “Avaliamos que entre 60% e 70% do trigo em fase de floração foi perdido”, admite. Em Santo Ângelo, o presidente do Sindicato Rural do município, Laurindo Roberto Nikititz, afirma que 50% do trigo que está em floração e espigamento sofreu danos. Em Santa Rosa, 33% do trigo estava na floração e, portanto, mais sensível à geada.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895