Inscrições para o Pavilhão da Agricultura Familiar da Expointer terminam dia 30

Inscrições para o Pavilhão da Agricultura Familiar da Expointer terminam dia 30

Expectativa é de que resultados superem os de 2021, como ocorreu em outras feiras

Camila Pessoa*

Evento espera ter em torno de 300 expositores

publicidade

Interessados em expor no Pavilhão da Agricultura Familiar da Expointer devem se inscrever até 30 de junho em suas entidades representativas ou escritórios municipais da Emater/RS-Ascar. Entre agroindústrias, artesãos e floristas, este ano é esperado que haja em torno de 300 expositores na feira, como diz Bruna de Pelegrin Fogiato, diretora do Departamento da Agricultura Familiar e Agroindústria (Dafa) da Secretaria da Agricultura (Seapdr).

O pavilhão vai estar mais cheio que no ano passado, quando houve exigências de distanciamento e foram acomodados 228 expositores em 210 estandes. Mesmo com essas restrições, a feira de 2021 faturou R$ 2,8 milhões. Para este ano, espera-se que a rentabilidade fique na casa dos R$ 4 milhões. A expectativa para 2022, segundo Fogiato, é de volta à normalidade da feira, com um pavilhão preenchido na íntegra.

O resultado esperado acompanha a realidade de outras feiras que ocorreram este ano. A Fenadoce e a Expobento tiveram resultados considerados excelentes pela Fetag-RS, de R$ 1,2 milhão e R$ 722,7 mil, respectivamente. Como em 2021 houve restrições de público e em 2020 apenas a Expodireto pôde ser realizada, este é considerado um ano de retomada. “Muitos aproveitaram a pandemia para se reinventarem, mas muitos também tiveram que fechar as portas”, diz Eugênio Zanetti, vice-presidente da Fetag. “Este ano estamos batendo todos os recordes”. Segundo o vice-presidente, a maioria dos feirantes está voltando às atividades e as feiras deste ano são uma chance de recuperação não só por conta das vendas, mas também para captar novos clientes.

*Sob supervisão de Nereida Vergara



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895