capa

Mapa reabre mercado de carne bovina para a China

Anúncio foi feito nesta quinta-feira

Por
Correio do Povo

Exportação de carne bovina para o país asiático havia sido suspensa no começo de junho

publicidade

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimentou (Mapa) informou na manhã desta quinta-feira que reabriu o mercado de carne bovina para a China. A exportação havia sido suspensa de forma temporária no começo de junho, em função de um caso atípico de encefalopatia espongiforme bovina, confirmado em Mato Grosso pela pasta no dia 31 de maio. A doença é conhecida popularmente como "mal da vaca louca".   

A China é o único país, entre os importadores do Brasil, que tem protocolo sanitário que exige a suspensão temporária das importações de carne quando detectado caso atípico de EEB. A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, recebeu a notícia da reabertura do mercado chinês na madrugada de hoje. Ela reafirmou que vai continuar negociando um novo protocolo com as autoridades sanitárias chinesas.

Sobre a doença

Doença cerebral em bovinos adultos que pode ser transmitida aos seres humanos pela ingestão de carne contaminada, o mal da vaca louca é causada por proteínas alteradas e não tem cura nem tratamento. O cérebro das vítimas perde massa e torna-se uma esponja, com o paciente sofrendo acelerada deterioração mental e entrando em coma em poucos meses. Não existe transmissão de uma pessoa para outra. No fim dos anos 1990, alguns países da Europa enfrentaram um surto de casos de vaca louca por causa do consumo, por outros animais, de ração processada de bovinos afetados pela doença.