Ministério da Agricultura lança o Programa Nacional de Bioinsumos
capa

Ministério da Agricultura lança o Programa Nacional de Bioinsumos

Ações visam ampliar e fortalecer a utilização de ativos biológicos, como fertilizantes e defensivos agrícolas, para desenvolver a agropecuária

Por
Carolina Pastl (sob supervisão de Elder Ogliari)

Para a ministra da Agricultura Tereza Cristina, muitos bilhões poderão ser economizados nos próximos anos com essa política


publicidade

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou o Programa Nacional de Bioinsumos nesta semana, em transmissão ao vivo pelo YouTube. A iniciativa, realizada em parceria com entidades do setor público e privado, vai buscar alternativas de insumos de base biológica para os sistemas agropecuários a partir da biodiversidade brasileira e, com isso, quer reduzir a dependência que os produtores têm de importação de itens semelhantes. "Produtores de todos os tamanhos têm a ganhar", afirma a ministra Tereza Cristina.

O primeiro trabalho gerado pelo Programa foi o aplicativo Bioinsumos, realizado em parceria com a Embrapa Informática Agropecuária. A tecnologia gratuita e disponível para os sistemas Android e iOS lista 580 produtos indicados para nutrição ou controle de pragas e doenças de culturas agrícolas.

O Programa quer oferecer ainda capacitações técnicas e linhas de crédito via crédito rural para incentivar a adoção de tecnologias em propriedades rurais. O próximo passo é organizar um marco legal do segmento e facilitar o acesso de produtores rurais aos diferentes insumos biológicos.


Atualmente, há 265 produtos biológicos registrados no país. Em 2019, esse mercado movimentou R$ 675 milhões, alta de 15% em relação a 2018 e superior à média estimada de crescimento internacional.