capa

Parque começa a receber principais estrelas da 42ª Expoleite e 15ª Fenasul

Exposição deve contar com 110 animais da raça, além de cavalos Crioulo e Árabe

Por
Danton Júnior

Clima é de otimismo com a feira, mas de preocupação com o momento do setor leiteiro

publicidade

O Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, começou a receber na manhã de hoje as principais estrelas da 42ª Expoleite e 15ª Fenasul. Após a abertura dos portões para o ingresso dos animais, às 8h, criadores começaram a ocupar o pavilhão do gado leiteiro com os bovinos da raça Holandês. Nas primeiras horas dentro do parque, as vacas receberam um banho no lavatório situado ao lado do pavilhão. A exposição, que ocorre entre os dias 15 e 19 de maio, deve contar com 110 animais da raça, além de cavalos Crioulo e Árabe. 

Entre os pecuaristas, o clima é de otimismo com a feira, mas de preocupação com o momento do setor leiteiro. Um dos primeiros a chegar ao parque, o produtor Paulo Ferraboli, de Anta Gorda, afirma ter ficado no prejuízo em 2018, devido à alta nos custos de produção e ao preço pago pelo litro. O custo calculado por litro é de R$ 1,32. Somente nos últimos dois meses, segundo ele, o preço recebido superou o custo. O momento da atividade faz com que o produtor pense em participar da Expoleite pela última vez. Por outro lado, Ferraboli acredita que a entrada em vigor das INs 76 e 77, que torna mais rígidas as regras para a produção, será positiva para o setor. "O leite tem que ser remunerado por qualidade", analisa. Ao lado do filho Diogo, Ferraboli participa da feira com a expectativa de fazer negócios e disputar o concurso leiteiro - título que a fazenda venceu na última Expointer. 

Os dez animais da Cabanha Santa Clara fizeram uma longa viagem de Humaitá, na região Norte, até Esteio. A chegada ao parque ocorreu às 5h da manhã desta segunda, após nove horas na estrada. A produtora Clara Bickel afirma que o custo de produção está elevado, principalmente devido ao preço da ração. O preço recebido pelo litro gira em torno de R$ 1,65. Apesar da longa distância, a pecuarista afirma que participar da Expoleite é uma forma de valorizar a propriedade, além de participar do Circuito Exceleite. Os animais da cabanha chegam a Esteio credenciados pelo bom desempenho na Expofeira, de Três de Maio, no início do mês.