Promebo tem novas regras neste ano

Promebo tem novas regras neste ano

Identificação dos animais superiores passa de 30% para 20% e avaliação das fêmeas é obrigatória

Correio do Povo

Criadores do gado da raça Devon estão entre os que participam do programa

publicidade

O lançamento do Sumário de Touros 2020, marcado para o dia 31 de agosto, durante seminário virtual da Associação Nacional de Criadores HerdBook Collares (ANC), contará com uma série de novidades introduzidas no Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo). Usuários do programa vêm sendo informados das alterações por circulares desde o ano passado. Uma das principais novidades é a identificação de animais que estejam entre os 20% superiores. Até então o percentual adotado era de 30%.

De acordo com a zootecnista Sílvia Freitas, superintendente de registros da ANC e coordenadora do Promebo, não se trata de tornar o processo “mais difícil”, mas de valorizar quem merece o reconhecimento. “Os animais superiores estão hoje com potencial extremo para o melhoramento genético para agregar características de produção e de melhoramento econômico”, explica. Outra novidade deste ano refere-se às fêmeas. A avaliação delas foi tornada obrigatória com a objetivo de fazer com que os selecionadores valorizem sua genética. Segundo Sílvia, muitos criadores vinham apostando mais nos machos, visando à comercialização de touros. “Os relatórios de ventres vêm para garantir que permaneçam no rebanho aquelas fêmeas que possuam características de lucratividade e produção. O criador tem essa ferramenta em mãos para selecionar aquelas que convêm e descartar as que não trazem resultado positivo", observa a zootecnista.

O conjunto de medidas contempla ainda a elaboração de um regulamento, que visa padronizar o serviço, e a qualificação dos 96 avaliadores do programa, com o objetivo de prestar o suporte necessário aos criadores. Outro projeto em andamento abrange os animais meio-sangue e destaca os reprodutores mais indicados para o cruzamento, capazes de gerar descendentes que melhor se adaptam às regiões mais quentes do país.

Programa pioneiro em melhoramento genético no Brasil, o Promebo já passou por diversas mudanças ao longo dos seus 46 anos. “No início tínhamos avaliações um pouco mais simples de desempenho dos animais, como peso, conformação, precocidade e musculatura”, compara Sílvia.

MUDANÇAS - Ao longo do tempo foram inseridos quesitos como avaliação de carcaça, por exemplo. Entre as características que formam índice estão o ganho de peso do nascimento à desmama, da desmama ao sobreano, e perímetro escrotal.

O seminário virtual pode ser acompanhado pelo YouTube, Instagram e Facebook da ANC, a partir das 19h. A programação conta ainda com lives dedicadas a cada uma das raças com as quais o programa trabalha: Devon (dia 1° de setembro), Charolês (2), Brangus (3), Angus (8) e Hereford e Braford (9).


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895