Tributação mobiliza entidades do setor

Tributação mobiliza entidades do setor

Audiência também debateu o preço mínimo da uva

Nereida Vergara

publicidade

Lideranças do setor da vitivinicultura participaram nesta quarta-feira (24), em Brasília, ou por meio virtual, da audiência pública da Comissão de Agricultura da Câmara de Deputados que debateu a tributação dos vinhos e espumantes e o preço mínimo da uva. Coordenada pelo deputado Afonso Hamm, a audiência contou com a presença do Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Guilherme Soria Bastos Filho; e dos presidentes do Sindivinho, Everson Suzin; da Fecovinho, Hélio Marchioro; e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bento Gonçalves, Cedenir Postal, entre outras autoridades.

Postal destacou que, hoje, cerca de 50% do preço de uma garrafa de espumante nacional corresponde a impostos, o que põe o produto brasileiro em desvantagem na relação com os importados. Sobre o preço mínimo da uva, o dirigente disse que o setor espera que o Conselho Monetário Nacional, que vota hoje esta alteração, considere o custo de produção de R$ 1,39 por quilo. O preço mínimo em vigor em 2021 é de R$ 1,10. “Mas os custos explodiram”, comentou.

Hamm adiantou que solicitará encontro com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir os tributos. “Vamos buscar alternativa para tornar nossos produtos, que têm qualidade reconhecida internacionalmente, mais competitivos”, completou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895