Cautela, esperança e riscos: suspensão de uso de máscaras nos EUA por vacinados

Cautela, esperança e riscos: suspensão de uso de máscaras nos EUA por vacinados

Podcast analisa decisão dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças de autorizar quem recebeu duas doses de imuzinantes a circular sem EPI em algumas ocasiões

Correio do Povo

publicidade

Os Estados Unidos deram um importante mas controverso passo para a retomada de uma vida pré-pandêmica na quinta-feira. Autoridades federais de saúde informaram que os americanos totalmente vacinados contra a Covid-19 que eles podem parar de usar máscaras ou manter distância social na maioria dos ambientes, no sinal mais claro de que a crise sanitária pode estar chegando ao fim.

O anúncio do Centros de Controle e Prevenção de Doenças contrastou fortemente com outras nações, com grande parte do mundo ainda lutando para conter o vírus em meio a disparidades globais nas vacinações. Entre elas o Brasil, onde 17,82% da população normalizada uma dose e apenas 8,88%. Para falar sobre esse cenário e os perigos da decisão, o Direto ao Ponto recebe a mestre e doutora em neurociências pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e idealizadora do projeto "Rede Análise COVID-19", Mellanie Fontes-Dutra.

Ouça:


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895