Pix: entenda como funciona a nova forma de pagamento eletrônico

Pix: entenda como funciona a nova forma de pagamento eletrônico

Serviço gratuito do Banco Central promete revolucionar o sistema bancário

Correio do Povo

Serviço gratuito do Banco Central promete revolucionar o sistema bancário

publicidade

Qualquer banco com mais de 500 mil clientes já está oferecendo um novo cadastro de serviço: o PIX. O novo formato de pagamento bancário do Banco Central, que começa a operar em novembro, é gratuito para uma parcela de usuários e permite transferências a qualquer hora do dia, incluindo domingos e feriados, para qualquer pessoa física e jurídica. A tendência é que com o tempo a novidade – com acesso fácil e taxas menores – provoque a absolência de serviços de pagamentos já existentes, como DOC e o TED. O cadastro de usuários, que iniciou nessa segunda-feira, já mostra um bom indicativo de como o serviço foi recebido: mais de 3,5 milhões de chaves criadas em apenas nove horas, segundo o Banco Central.

O Direto ao Ponto desta terça-feira conversou com o Eduardo Dotta, professor do Insper e sócio do Escritório Dotta Donegatti Lacerda, para entender os impactos da implementação dessa tecnologia e como ela vai funcionar na prática no Brasil. 

Ouça:

 

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895