Protocolos antigos, falta de monitoramento e a chegada do inverno: o cenário da volta às aulas no RS

Protocolos antigos, falta de monitoramento e a chegada do inverno: o cenário da volta às aulas no RS

Direto ao Ponto conversou com a Melissa Markoski, professora de Biossegurança da UFCSPA e membro da Rede Análise Covid-19

Correio do Povo

publicidade

Após um extenso processo judicial, os estudantes gaúchos voltam a ocupar as salas de aulas. Máscaras, álcool em gel, termômetros são itens essenciais para o retorno e devem estar disponíveis a todos os profissionais da educação e alunos, conforme consta nos protocolos apresentados pelo governo do Rio Grande do Sul. Estas são algumas das medidas, além de limitações de espaço e testagem, que devem ser aplicadas nas escolas. 

No entanto, a professora de Biossegurança da UFCSPA e membro da Rede Análise Covid-19, Melissa Markoski, ressalta que os protocolos solicitados hoje são os mesmos de setembro, quando a situação epidemiológica era outra. Para ela, o governo também deve atentar para a chegada do inverno e ao uso de modelos de máscaras adequadas em crianças. 

Ao Direto ao Ponto, desta sexta-feira, ela comenta as condições apresentadas para o retorno presencial às salas de aulas, a necessidade de imunizar a comunidade acadêmica e os riscos aos quais crianças e adolescentes estão expostos.

Ouça: 

 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895