É triste a situação dos professores no Estado
capa

É triste a situação dos professores no Estado

Nenhuma surpresa, as receitas não acompanham as despesas

Por
Correio do Povo

Servidores do estado e professores do CPERS entraram em confronto com seguranças do Piratini, na última terça-feira (26).

publicidade

O governador do estado Eduardo Leite, recebeu ontem (28) jornalistas no Piratini, onde apresentou dados e números acachapantes. Ficou claro o que todos já sabiam, as receitas não acompanham as despesas. Uma reforma é necessária para continuar investindo no futuro, este é resumidamente o discurso oficial.

Mas o que sempre chama a atenção é um dado já conhecido. Um professor de 20h entra no sistema com um salário de R$ 600,00 e com um completivo para que não fique abaixo do piso. O profissional se prepara para educar e preparar crianças e jovens para o futuro, e sua remuneração... é triste.

Ouça: