Relatório da Fepam aponta sete pontos impróprios para banho no RS

Relatório da Fepam aponta sete pontos impróprios para banho no RS

Balneário Fernando Schillin, em Jaguari, saiu da lista e um ponto da praia do Cassino entrou

Correio do Povo

publicidade

Uma semana depois do último boletim, segue em sete o número de pontos impróprios para banho no Rio Grande do Sul, de acordo com balanço divulgado pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), nesta sexta-feira. O órgão analisou amostras recolhidas em 92 pontos diferentes.

O Balneário Fernando Schilling saiu da lista de pontos impróprios, mas a Praia do Cassino, na região da rua Goiás, passou a integrar o grupo. Desta forma, as áreas consideradas impróprias ficam em Rio Grande (Praia do Cassino, em frente a rua Goiás), Osório (Lagoa do Peixoto), Pelotas (Balneário Valverde - Pontal da Barra, Balneário Santo Antônio, em frente ao Hotel Praia Laranjal e Balneário dos Prazeres, em frente à estátua de Iemanjá), São Lourenço do Sul (Praia das Nereidas, em frente ao Hotel das Figueiras) e Tapes (Balneário Rebelo).

As demais 85 áreas estão próprias. A lista completa está disponível neste link (arquivo PDF).

Desses pontos, a Lagoa do Peixoto está pela quarta semana consecutiva, desde o início das pesquisas, com o índice de cianobactérias acima do permitido. A Fepam seguirá colhendo amostras para análises de balneabilidade de praias e balneários até o fim de fevereiro.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895