capa

É verdade ou mito que o chocolate causa espinhas?

Sociedade Brasileira de Dermatologia - Secção RS esclarece dúvidas sobre o consumo de chocolate

Por
Correio do Povo

Chocolates que contêm muito açúcar em sua composição provavelmente aumentam o número de lesões, explica a vice-presidente da SBD-RS, Clarissa Prati.

publicidade

A época é propícia ao consumo de chocolate, porém ao mesmo tempo que o doce atrai o paladar, pode trazer preocupação no cuidado com a ele. Apesar de não haver um conceito definitivo em relação ao tema, há indícios recorrentes da associação da ingestão do chocolate com o surgimento da acne.

- Sabe-se que os alimentos com alto índice glicêmico – ou seja, aqueles com carboidratos (açucares) suficientes para induzir picos altos e rápidos de insulina – não são a melhor opção para os pacientes com tendência a acne. O aumento da insulina também eleva o fator de crescimento similar a insulina e alguns hormônios, o que interfere em, pelo menos, dois dos mecanismos envolvidos no surgimento das lesões. Assim, os chocolates que contêm muito açúcar em sua composição provavelmente aumentam o número de lesões – explica a vice-presidente da SBD-RS, Clarissa Prati.

Ainda, é sabida a influência do leite no surgimento da acne. Desta forma, aqueles produtos ricos neste alimento podem também piorar a pele destes pacientes.

A outra curiosidade diz repeito ao sexo. Segundo a médica, adolescentes e mulheres adultas apresentam quadros um pouco diferentes de acne na comparação com o sexo masculino, devido a influência hormonal cíclica.

A orientação atual é a de que se o indivíduo observar piora do seu quadro cutâneo com a ingesta de chocolate ou outros alimentos, deve reduzi-la ou ainda intensificar seu tratamento nos momentos de exposição maior. Ao observar qualquer alteração, o indicado é procurar o médico dermatologista, que fará o acompanhamento e indicações para o tratamento adequado.