Chá do Amor-Próprio acontece neste sábado em Porto Alegre
capa

Chá do Amor-Próprio acontece neste sábado em Porto Alegre

Evento ocorre à tarde na Vila Bamboo, na zona Sul da cidade

Por
Correio do Povo

publicidade

Um grupo de mulheres que têm o objetivo de contribuir para um mundo melhor está promovendo o Chá do Amor-Próprio neste sábado, dia 9 de novembro, na Vila Bamboo, na zona Sul de Porto Alegre. A iniciativa, na realidade, faz parte de um projeto desenvolvido pela jornalista Simone Santos e foi acolhido na instituição e recebeu o nome de Chá do Amor-Próprio. Conforme Simone, essa iniciativa tem como principal objetivo levar para as pessoas sementes de esperança.

"Apesar dessa denominação, ele pode vestir diferentes roupagens.  Na Vila Bamboo, será destinado para mulheres. O cerne dele é contar um pouco da minha história. Eu sou natural de Caxias do Sul, tenho 20 anos de profissão e a Simone Santos jornalista, que hoje a maioria das pessoas conhece é uma figura pública, com sucesso na carreira e profissional. E a Simone Santos que pouca gente conhece e eu quero fazer esse link é a Simone Santos que nasceu de uma família de nove irmãos, no interior de Caxias do Sul, em uma família pobre, que passou por muitas dificuldades, sofreu bullying por ser obesa e pobre, passou por algumas dificuldades, enfrentou uma crise muito forte de depressão", explica.

Simone conta ainda que enfretava sérios problemas de se olhar no espelho e de se olhar com amorosidade. Ela destaca que, a partir da grave crise grave de depressão, jogou tudo fora, inclusive a profissão, e naquele momento se deu conta de que poderia olhar para si com amorosidade, com espiritualidade e trabalhar dentro dela essas mágoas, essas feridas e ir se curando e reconhecendo o grande poder que ela tinha dentro de si. "Foi isso que eu fiz e foi isso que aconteceu e a partir daí as coisas começaram a fluir", relembra. E complementa: "Eu tenho muito desejo de contar isso nos mais diferentes cantos, para as mais diferentes pessoas. E a Vila Bamboo, a Valéria e a Paula Barbosa, que são duas terapeutas, receberam isso com muito carinho, visualizaram nisso uma possibilidade de trabalhar o amor próprio em outras mulheres, trabalhar a autoestima, fazer esse momento uma oportunidade para olhar para dentro, para si e buscar dentro de cada uma delas, que vai ouvir essa história o quanto é importante a gente se reconhecer, se gostar, se amar e se tratar bem acima de qualquer outra coisa, de qualquer outro ser humano", ressalta a jornalista. 

Simone explica que será uma tarde muito especial. Ela adianta que tudo está sendo feito com muito amor e que "terá um gostinho de casa de vó". " Durante o nosso encontro, que vai ocorrer uma vez por mês na Vila Bamboo, vai ter um momento de acolhida, terá meditação para se  encontrar com a criança interior e, com isso, começar a se olhar de uma maneira mais amorosa. Vai ter ainda uma roda de bate-papo, em que vou falar um pouco da minha história e será aberto para que outras mulheres também possam falar e compartilhar suas histórias, porque a palavra cura. Depois vai ter mais um momento de olhar para si, olhar para dentro, de reconhecer todo o amor , toda a força que cada uma de nós carrega e o chá que vai ter um gostinho, estamos pensando tudo com muito carinho, muito amor, vai ter um gostinho de casa de vó. Essa é a intenção. É acolher essas mulheres, é ouvir o que elas querem falar ou não querem falar, é criar essa empatia, essa amorosidade, para que elas possam sair de lá respirando um pouco mais aliviadas, tendo um olhar mais carinhoso consigo mesmas", observa. "Acredito que umas podem ajudar as outras. Às vezes, uma simples palavra de estímulo, de incentivo é suficiente para despertar algo de bom no coração da gente e isso é o que realmente importa. Nosso trabalho é voluntário com o único objetivo de despertar e plantar sementes do bem", destaca. Mais dados no site da bamboo cursos