Coronavírus: Especialista explica por que o corpo está adoecendo e como ter mais saúde
capa

Coronavírus: Especialista explica por que o corpo está adoecendo e como ter mais saúde

Yvone Cardoso, que atua em Naturopatia Clínica, destaca como elevar a imunidade, nosso poderoso exército interno

Por
Correio do Povo

publicidade

O atual momento é de um cenário em que todos estão preocupados em se isolar ou estão preocupados com a morte, com a contaminação. No entanto, a especialista em Naturopatia Clínica, Yvone Cardoso, explica que as pessoas esqueceram que a nossa real defesa é o nosso sistema imunológico. "Assim como o país tem o Exército, nós temos o nosso exército interno que nos dá a proteção contra toda a invasão que possa existir, da nocividade dentro do nosso meio", observa Yvone, que atua com as técnicas de Biomagnetismo, Alinhamento de Biocampo e Eliminação de Padrões Traumáticos, Análise por Biorressonância Magnética e Desintoxicação Toxicológica por emissão de frequência eletromagnética (ação patogênica de fungos bactérias e metais pesados). 

De acordo com Yvone, "essa defesa" do organismo conta com células específicas, alguns tecidos e órgãos que trabalham para defender o nosso corpo contra a invasão de vírus, bactérias, germes, parasitas, fungos, substâncias tóxicas e muito mais. "Por que então as pessoas morrem? Eu gostaria que vocês em um minuto imaginassem um copo de água limpa com pequenos resíduos dentro, com algumas sugerinhas; e outro com muitos resíduos tóxicos. Vocês têm um caninho de aspirador, fininho. Com isso, vocês tentam limpar esses poucos resíduos desse primeiro copo de água e tentam limpar com o mesmo caninho aspirador o segundo copo. O que vai acontecer? O primeiro vai fazer um trabalho ótimo e vai estar tudo ok. E o segundo? O segundo vai intupir, porque ele não tem como lidar com tanta toxina. Em nosso corpo ocorre a mesma coisa. Não fomos criados para lidar com tantas toxinas e hoje estamos lidando com isso diariamente em tudo que manipulamos e usamos no dia a dia, na nossa alimentação, no meio ambiente, são pesticidas, herbicidas, agrotóxicos, essa alimentação processada, estamos fugindo cada vez mais da natureza, do que nos fortalece", exemplifica. 

Vamos cuidar da nosso exército interno! 

Apesar disso, para eliminar a  nocividade, Yvone ressalta que é fundamental elevar a nossa imunidade, porque esse exército precisa ser alimentado corretamente e ser eventualmente limpo. Conforme a especialista, é muito importante também termos um descanso apropriado e devemos reduzir ou até mesmo eliminar o estresse. "E o que a gente faz no nosso dia a dia? Muito estresse, muita toxina, muita alimentação errada, nós fazemos tudo isso e talvez esse momento seja para que a gente reveja como estamos vivendo e alimentando o corpo", alerta. 

Yvone explica que a forma como estamos cuidando do nosso corpo, ou seja como estamos olhando para o nosso sistema imunológico, o nosso exército poderoso que existe dentro de nós, possibilita com que ele possa  agir sob qualquer ataque viral, seja o que for. "A força que há em nosso corpo é gigante, mas ele têm que estar apropriado para agir", explica. 

A especialista em Naturopatia observa que, em tempos de coronavírus, o  corpo pode ter as mais variadas reações. " Podemos ter respostas inflamatórias com o vírus, podemos ter febre, ter desconforto em geral, mas não precisamos morrer, porque o nosso corpo sabe como nos defender, vamos ajudá-lo, então", orienta. 


Alimentos e o que podemos fazer para aumentar  a imunidade 

Para aumentar a imunidade, Yvone sugere cuidados simples, mas muito importantes: todos os alimentos que contém vitamina C;  alimentos mais naturais possíveis, como gengibre, alho, cúrcuma, que trazem a natureza quente para o nosso corpo, assim como a pimenta. Os chás que desintoxicam o sangue, tançagem, dente de leão, erva de bicho, hortelã, sete sangrias (os chás que são excelentes para limpar o nosso sangue) e estão na natureza disponíveis para nós talvez, inclusive em nossos jardins; vitamina D e o Sol. A D3 mais especificamente, porque ela modula o sistema imunológico. 

"Não adianta ficar dentro de casa, sim tem que sair um pouco, quem mora em apartamento pode ir pelo menos na janela, se você não quer sair. Pegue sol diariamente no mínimo 15 minutos. Vitamina C, tome suco de limão, coma laranja, a alimentação mais natural possível, coma frutas, mais saladas, mais verde no seu prato. Suspenda os lácteos, neste momento, suspenda doces, suspenda tudo o que pode sobrecarregar o seu corpo, dá uma folga, um espaço para a sua imunidade poder agir a seu favor, substitua o açúcar pelo mel, o própolis, que é um agente antibiótico natural fantástico e ele também ajuda a limpar as nossas células. Ele é maravilhoso. Todos deveriam estar usando própolis neste momento", ressalta. 

Para quem tem dor de garganta, Yvone sugere gargarejo com água morna e sal grosso de churrasco. Fazer caminhadas diárias, se possível, também é ótimo para intensficar a respiração. Segundo ela, não há necessidade de tanto pânico. Ela observa que o medo faz o estresse aumentar e, com isso, diminui a imunidade. "Vamos olhar com carinho para o nosso corpo, olhar com atenção para nós, vamos reconhecer esse exército dentro de nós e vamos auxilá-lo a traçar os caminhos necessários para nos proteger", ensina. 

O universo é frequência! Como estamos vibrando? Na alegria ou no medo? 

Em relação, ao macrocosmos, Yvone salienta que podemos lançar um olhar sobre o Universo. "Quando entendermos que vivemos em um universo frequencial, portanto tudo está relacionado com a frequência e os patógenos não estão fora dessa lei. Com isso, o que sentimos, o que pensamos, o que fazemos, tudo isso carrega uma frequência. Quando entendermos isso, de fato, a nossa responsabilidade será maior e mais correta para as nossas vidas, porque almejamos coisas, desejamos mentalmente um futuro melhor para nós e vibramos em algo contrário. Por que vocês acreditam agora que a frequência do medo estaria fazendo diferente na sua vida? Ah não quero ficar doente, mas estou vibrando no medo ou criando a ressonância do medo. Não existe forma diferente. Você pode estar no meio do que for de doença e não se contaminar a partir do momento em que a sua frequência estiver em um nível vibratório elevado. Isso ocorre dentro das nossas células. Isso está acontecendo lá no núcleo das nossas células  e além das toxinas. Temos também a nossa alegria, a nossa confiança, a nossa fé, a percepção correta de quem somos. Se nós conseguirmos olhar para isso e sair da condição de "vítima" ou de "vulnerabilidade" , então, iniciamos o retorno do nosso poder. Não o poder do ego, mas o poder divino, da consciência de luz, que está aqui no nosso corpo neste momento. Quero muito que vocês entendam isso. Já é hora de tomar de volta esse poder, de dirigir, de executar a nossa saúde, o poder de compreender que tudo está dentro de nós, a força está dentro de nós. Olhe, lance esse olhar e se fortaleça", ensina. 

Yvone Cardoso | Contatos: yvone138@gmail.com | Fone: (51) 98308-3581