Felicidade e vida mais leve são temas de evento gratuito na Capital

Felicidade e vida mais leve são temas de evento gratuito na Capital

Projeto Mais Leve, dia 4 de outubro, às 19h30min, em evento gratuito na Fábrica do Futuro, em Porto Alegre

Por
Correio do Povo

Felicidade é um bom caminho


publicidade

Falar de forma leve e descomplicada de assuntos como ansiedade e depressão é o objetivo da primeira edição do Projeto Mais Leve, dia 4 de outubro, às 19h30, em evento gratuito na Fábrica do Futuro, em Porto Alegre. Como convidadas estarão Carla Furtado, uma das referências brasileiras sobre Felicidade no Trabalho, Facilitadora em Felicidade Interna Bruta (FIB), formada pelo Schumacher College (Inglaterra) em parceria com o GNH Centre (Butão) e head do Instituto Feliciência e Aline Fischer, médica psiquiatra e psicoterapeuta, atualmente coordenadora e professora do Curso de Psiquiatria Professor Alberto Abuchaim. A mediação será de Felipe Goettems, Consultor na área de Desenvolvimento Humano nas empresas, criador do Projeto Mais Leve, que também viveu na pele a ansiedade e depressão e conta sua experiência.
 
O Brasil é o primeiro no ranking mundial da ansiedade, o quinto no ranking da depressão e tem um caso de suicídio a cada 46 minutos. O projeto Mais Leve vem para colocar esses temas em pauta e combater a falta de diálogo, o preconceito e a desinformação. “Temos uma intenção bem simples, tirar o peso que muita gente está carregando trazendo luz a temas que muitas vezes ficam escondidos. A proposta é um debate leve e aberto a todos que queiram ouvir e participar”, explica Felipe.
 
Educar para a felicidade é o caminho
 
Carla Furtado conta que o Brasil perdeu quatro posições na pesquisa de Felicidade feita pelo Instituto Feliciência, desde a última publicação do World Happiness Report (WHR), em 2018, passando de 28º para 32º entre 156 países. De acordo com a pesquisadora, um dos caminhos para melhorar esse desempenho é a educação. “No Brasil, Felicidade é disciplina optativa na UnB, na Federal do Piauí e na Universidade de Santa Maria. Isso se deu devido ao crescente número de estudantes adoecidos psiquicamente”, explica.
 
Segundo ela, embora a Psicologia Positiva seja ciência, dentro da própria academia há resistência. Ao contrário dos EUA, onde todas as grandes universidades (Harvard, Columbia, Yale, Stanford, Berkeley etc) possuem laboratórios para investigações nesse sentido. Pioneira nas aulas de felicidade, ela conta que vê um verdadeiro despertar nos alunos, com a ressignificação da felicidade. “A educação para a Felicidade está apenas começando no Brasil”, afirma.
 
Mas o que precisamos desenvolver para aumentar nossa felicidade? Para Carla, como sociedade, é necessário melhores condições de vida, garantindo à população um nível mínimo de dignidade antes de falar em felicidade. Para o indivíduo, é necessário incrementar a vivência de emoções positivas e a percepção de sentido e propósito de vida.
 
Ação vai distribuir caixas amarelas pela cidade
 
Junto com o evento, o Projeto Mais Leve vai promover uma ação nos bairros de maior circulação de Porto Alegre, chamando para o primeiro encontro. Caixas amarelas serão espalhadas antes de o dia amanhecer, com as palavras DEPRESSÃO e ANSIEDADE. A reação das pessoas será gravada em vídeo. Motoboys serão convidados a compartilhar a mensagem em suas mochilas de entrega. Toda a ação será filmada e compartilhada nas redes sociais.
 
O Projeto Mais Leve tem o apoio da Fábrica do Futuro; Be Good e Reverso Comunicação Integrada.


SERVIÇO
O que: Projeto Mais Leve – edição outubro
Quando: 4 de outubro ( sexta-feira)
Onde: Fábrica do Futuro ( Rua Câncio Gomes, 609) – 4 distrito
Inscrições Gratuitas pelo site: maisleve.cc