Não deixe de tratar sua rinite e cuidar da sua saúde!
capa

Não deixe de tratar sua rinite e cuidar da sua saúde!

Determinados períodos do ano, como a primavera, os quadros de alergia respiratória se tornam mais importantes

Por
Correio do Povo

publicidade

Difícil não conhecermos alguém que não sofra de rinite e ou rinossinusite. Determinados períodos do ano, como a primavera, os quadros de alergia respiratória se tornam mais importantes. Basta olharmos para o lado que lá vai estar alguém com coceira no nariz, crises de espirros, coriza nasal, irritação ocular e algumas vezes tosse seca. Estes quadros apesar de serem comuns precisam ser tratados com muito cuidado. Antes de mais nada, uma avaliação médica detalhada deve ser feita para que o diagnóstico preciso possa ser realizado, sendo sua causa identificada e por conseguinte o tratamento seja orientado corretamente. Existem variadas causas de rinites. Classificamos como aguda ou crônica dependendo do tempo de evolução. O controle destas enfermidades permite que tenhamos uma melhor qualidade de vida e especialmente não venhamos ter complicações futuras. Vamos detalhar mais um pouco a seguir sobre este tema, para que possamos expandir nossos conhecimentos sobre saúde.

Rinite é o termo que denominamos para a reação inflamatória da via respiratória alta, especialmente localizada no nariz, podendo ser originada principalmente por alergia ou até infecção. Já rinossinusite é a inflamação da cavidades sinusoidais, estruturas ocas paranasais localizadas nos ossos da face que tem solução de contiguidade com a cavidade nasal.

O ato de respirar é compreendido pela inspiração e a expiração. Inspirar injeta uma bomba de oxigênio (O2) nos nossos pulmões, energia fundamental para o funcionamento das nossas células. A expiração é responsável pela eliminação do dióxido de carbono (CO2), elemento resultante da fase final do nosso metabolismo celular. O trajeto mais correto e seguro para que executemos esta tarefa, iniciada nos primórdios do nosso nascimento é pelo nariz. Lá estão os pelos intranasais, o muco produzido pelo seu epitélio, que servem entre outras coisas para filtrarem as bactérias e vírus nocivos que se encontram no ambiente. Elas encontraram resistência para alcançarem os locais mais distantes do nosso trato respiratório evitando infecções brônquicas ou até pneumonias. Logo, infecção respiratória pode ser prevenida se respiramos corretamente. Afirmo para vocês que respirar pelo nariz e não pela boca é mais seguro. O controle da rinite proporciona melhor qualidade da nossa respiração.

Mas qual a melhor forma de tratarmos esta enfermidade? Identificar a causa é o primeiro passo. Alergia respiratória tem sido um evento mais comum. Ainda não se sabe se esta constatação está relacionada com os maiores níveis de poluição, ou alteração da expressão da nossa imunidade que pode estar deflagrando uma batalha desorganizada contra o nosso próprio organismo. Fato é que uma vez você estando com processo alérgico exacerbado, ele precisa ser controlado. Seja com mudança de hábitos de vida, como evitar tabagismo, contato direto com produtos químicos que servem como gatilho, poeiras nocivas, etc. Também muitas vezes é necessário fazer uso de medicamentos antialérgicos, podendo ser sistêmicos, com a ingestão de comprimidos, ou tópicos, instilados no nariz, para que possamos alcançar uma maior eficácia com o menor grau de efeitos colaterais. Aqui vai um alerta: evitem sempre que possível o uso de descongestionantes nasais (usado para desobstruir o nariz) sem o devido aconselhamento médico, pois eles podem piorar a sua rinite vasomotora, que é causada pela dilatação do vaso do nariz como reação “rebote” ao uso do medicamento inadequado. Saliento que a grande maioria das rinossinusite não necessitam do uso de antibióticos para o seu tratamento, pois a infecção bacteriana nesta topografia acontece numa minoria dos casos. Causas não infecciosas são mais comuns como fatores deflagradores desta entidade. Portanto, como havia dito anteriormente, faça a devida avaliação para que seja feita a escolha correta do tratamento.

Tenha consciência que a melhor forma de cuidarmos da nossa saúde é evitando o surgimento das doenças. Promoção de saúde tem como base o desenvolvimento de educação em saúde. O conhecimento promove proteção e se houver o desenvolvimento de doenças as reconheceremos prontamente e o seu tratamento mais precoce evita danos futuros. Se você leva o seu carro para revisão anualmente por achar importante e seguro, também o faça consigo para que sua “máquina” siga funcionando bem. Por fim, trate sua rinite de forma cuidadosa para que tenha uma respiração mais saudável.

MD Thiego Teixeira Cavalheiro
Infectologista 
Supervisor Medicina Preventiva Unimed Santa Maria 
Professor do Curso de Medicina UFN Santa Maria 
Hospital de Caridade Astrogildo de Azevedo 
Hospital Geral da Unimed Santa Maria 
Clinivita - Clínica de especialidades médicas
Santa Maria - RS
Brasil