Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 02/06/2014
  • 08:35
  • Atualização: 09:26

Documentário alemão fatura Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental

"Metamorphosen" conta história de um dos lugares de maior contaminação radioativa no planeta

Documentário é ambientado na região Sul dos Urais, na Rússia | Foto: FICA / Divulgação / CP

Documentário é ambientado na região Sul dos Urais, na Rússia | Foto: FICA / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Marcos Santuario / Correio do Povo

Depois de seis dias de intensos debates, discussões, encontros, oficinas e projeções cinematográficas, o documentário alemão "Metamorphosen", de Sebastian Mez, foi o principal vencedor, nesse domingo, do Troféu Cora Coralina como Melhor Obra e R$ 50 mil em prêmio do 16º Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), na cidade de Goiás.

A produção é ambientada no meio do nada, na região Sul dos Urais, na Rússia. As imagens contam a história dos habitantes de um dos lugares de maior contaminação radioativa no planeta. A cerimônia reuniu cineastas de diversos países, convidados, imprensa e população. Mescla de discussão temática com festival de cinema, o FICA tem se consolidado como importante momento de dar visibilidade e conteúdo às discussões sobre meio ambiente pelo mundo, Segundo a organização, em 2014, foram inscritas 454 obras: 28 goianas, 258 internacionais, sendo 297 documentários, 71 animações, 81 ficções e seis séries de TV. Entre longas, médias e curtas (76, 108 e 271, respectivamente) foram representadas as preocupações ambientais e humanas de 11 países.

Diretores como Beto Brant, Hilton Lacerda e Eryc Rocha compartilharam conhecimentos, visões e propostas, ao lado de nomes como as atrizes Ingrid Guimarães e Cristiane Torloni, o navegador Amyr Klink, o cantor Zé Geraldo e o pesquisador Robert Stan. Ontem, o encerramento do evento teve a noite coroada com show da Nação Zumbi, Pergunta recorrente é "o que fica do Fica?". Para os participantes, o que fica é a certeza de que o debate sobre o meio ambiente é urgente. Para o cinema fica a gama de produções mundiais, voltadas à conscientização temática. Para Goiás ficam os retornos materiais e o orgulho de ser sede de evento tão fundamental às discussões contemporâneas.

Vencedores:


Grande prêmio Cora Coralina: 

"Metamorfose"
Diretor: Sebastian Mez
País: Alemanha

Menção Honrosa: 

"Expedição ao Fim do Mundo"

Diretores: Daniel Dencik
País: Dinamarca

"Central Nuclear"
Diretora: Helena Hufnagel
País: Alemanha

Melhor longa-metragem:

"O Menino e o Mundo"

Diretor: Alê Abreu
País: Brasil

"Matéria Obscura"
Diretores: Massimo D'Anolfi e Martina Parenti
País: Itália

Melhor média-metragem:
"Carbom crooks"
Diretor: Tom Heinemann
País: Dinamarca

Melhor curta-metragem:
"Wind"
Diretor: Robert Löbel
País: Alemanha

Melhor produção goiana:

"Viagem na chuva"
Diretor: Wesley Rodruigues

"Ainda que se movam os trens"
Diretores: Marcela Borela, Henrique Borela e Vinicius Berger

Prêmio de melhor filme pela imprensa:
"O Menino e o Mundo"
Diretor: Alê Abreu
País: Brasil

Assista ao trailer:



Bookmark and Share





TAGS » Cinema, Variedades