Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 23 de Junho de 2017

  • 19/03/2011
  • 17:58
  • Atualização: 18:36

Sem brilho, reservas de luxo do Inter ficam no 0 a 0 com o Novo Hamburgo

Time de Celso Roth teve muitas dificuldades no setor de criação

  • Comentários
  • Luiz Felipe Mello / Correio do Povo

Sem brilho e sem inspiração. É dessa forma que pode ser classificada atuação do Inter contra o Novo Hamburgo, na tarde deste sábado, no estádio Beira-Rio. O Colorado ficou no 0 a 0 com a equipe anilada e somou apenas um ponto na Taça Farroupilha. Roth colocou Oscar e Leandro Damião, mas a dupla não conseguiu ajudar os reservas colorados no duelo. Na próxima quarta-feira, o Inter enfrentará o São José, no Passo D'Areia.

Muito esforço e pouco futebol

Os reservas de luxo do Inter começaram com dificuldades no setor de criação. A equipe de Celso Roth penou para chegar ao ataque. Mais à vontade em campo, o Anilado buscou o gol desde os primeiros minutos. O time de Julinho Camargo iniciava as suas jogadas quase sempre pelo lado direito, com Bosco e Juba. A zaga colorada teve trabalho na primeira etapa.

Até os 18 minutos, Sobis e Cavenaghi estavam isolados no ataque. Ambos se ressentiam da presença mais efetiva de Andrezinho e Guiñazu, homens destacados por Roth para criar as jogadas ofensivas. Mesmo com sem a ajuda dos colegas, os dois atacantes encontraram meios de incomodar a defesa do Novo Hamburgo. A primeira grande chance da partida ocorreu aos 22 minutos, após um bom cruzamento de Juan para Sobis. O atleta de Erechim cabeceou a bola sobre o gol do arqueiro Eduardo Martini.

A segunda chance surgiu aos 23 minutos, com o argentino Cavenaghi. O centroavante recebeu na intermediária, girou sobre a marcação e chutou rasteiro. O arremate quase surpreendeu Eduardo Martini. No entanto, o goleiro conseguiu fazer uma boa defesa e salvar o Novo Hamburgo do primeiro gol.

A partir daí, o Colorado tomou as rédeas do jogo e impediu que o adversário ultrapasse o meio-campo. Mas mesmo com a posse de bola, os comandados de Roth não tiveram competência para abrir o placar na primeira etapa. Aos 41 minutos, Juba, atacante do Novo Hamburgo, quase fez o primeiro do time do Vale dos Sinos. O jogador recebeu a bola do lateral Bosco e chutou rasteiro. A bola respingou na zaga colorada e quase traiu o goleiro Lauro.

Oscar e Damião não resolvem

Na volta do intervalo, Inter voltou mais ofensivo para a partida. Oscar entrou no lugar de Glaydson. Nos primeiros minutos, o time de Celso Roth bem que tentou ser mais incisivo nas jogadas de ataque, mas até os 14 minutos de partida não criou nenhuma grande chance de gol. Somente aos 17 minutos, em uma cobrança de escanteio, que Rodrigo assustou o goleiro Eduardo Martini.

Sem força ofensiva, Roth fez mais uma substituição. Leandro Damião entrou no lugar de Cavenaghi. Com a modificação, o Colorado ganhou mais força na bola aérea ofensiva. Aos 21 minutos, a entrada do goleador já surtiu efeito. Após cruzamento de Juan, Damião subiu e cabeceou a bola. Por pouco ela não encobriu o goleiro Eduardo Martini.

Apesar do início promissor, Leandro Damião, assim como Rafael Sobis no primeiro tempo, acabou enredado no sistema de marcação do Novo Hamburgo. As dificuldades ofensivas do Colorado persistiram e jogo não teve ações ofensivas que causassem grande perigo.

Se aos donos da casa faltou criatividade, para o Novo Hamburgo faltou qualidade. Os comandados de Julinho Camargo não conseguiram realizar um contra-ataque que obrigasse o goleiro Lauro a fazer uma grande defesa. Dessa forma, o placar de 0 a 0 ficou de bom tamanho para a atuação das duas equipes.

Gauchão 2011 - Taça Farroupilha

Inter 0

Lauro; Daniel (Sasha), Rodrigo, Índio, Juan; Matias, Glaydson (Oscar), Guiñazu e Andrezinho; Rafael Sobis e Cavenaghi (Leandro Damião). Técnico: Celso Roth

Novo Hamburgo 0

Eduardo Martini; Bosco, Cláudio Luiz, Lino e Fabinho (Vinicius); Márcio Hahn, Russo, Eduardinho e Rodrigo Mendes; Michel (Gustavo) e Juba (Juninho). Técnico: Julinho Camargo

Cartões amarelos: Rodrigo (I)

Arbitragem: Ronaldo Santos da Silva, com José Antônio Franco Filho e Sedenir Martins

Local: estádio Beira-Rio.

Bookmark and Share


TAGS » Futebol, Inter, Gauchão