Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
16º 20º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

24/02/2012 22:23 - Atualizado em 25/02/2012 10:47

Andrade Gutierrez deve procurar outro banco, diz Banrisul

Reforma estádio do Inter está trancada por falta de garantias financeiras

Reforma estádio do Inter está trancada por falta de garantias financeiras<br /><b>Crédito: </b> Vinícius Roratto / CP
Reforma estádio do Inter está trancada por falta de garantias financeiras
Crédito: Vinícius Roratto / CP
Reforma estádio do Inter está trancada por falta de garantias financeiras
Crédito: Vinícius Roratto / CP

O presidente do Banrisul, Túlio Zamin, afirmou nesta sexta-feira que analisou a proposta da Andrade Gutierrez (AG) para a reforma do Beira-Rio há cerca de um mês e rechaçou o empréstimo – pelo nos termos apresentados pela construtora. Segundo ele, apesar de os recursos terem origem no BNDES, um banco da União, o Banrisul serviria como uma espécie de avalista da operação. “Avaliamos a proposta e não a consideramos apta à aprovação. A Andrade Gutierrez, se quiser, pode procurar outro banco para fazer a operação”, declarou.

“A operação não está minimamente estruturada do ponto de vista das garantias para o banco aprová-la”, disse o presidente do Banrisul, assegurando que não pretende voltar atrás em sua decisão, a menos que as garantias oferecidas pela AG sejam outras.

O presidente do Inter, Giovanni Luigi, mantém a confiança no desfecho favorável do imbróglio que envolve a reforma do estádio colorado. Neste sábado, a Andrade Gutierrez publicará uma nota afirmando que o Banrisul ainda não aceitou as garantias financeiras apresentadas para a obtenção do empréstimo necessário para a obra.

Giovanni tomou conhecimento do texto através da reportagem do Correio do Povo e o considerou o texto positivo: "Está claro que a Andrade Gutierrez fez a sua parte, assim como o Inter. Falta só o Banrisul aprovar”, avalia o dirigente.

Para reformar o Beira-Rio, a AG está formando uma Sociedade de Propósito Específico (SPE). Para tanto, buscou sócios, que entram com parte do dinheiro. A AG entra com somente 20% dos cerca de 300 milhões que serão necessários à obra. Agora, a construtora busca aprovar o financiamento. O Banrisul é o agente repassador. Ele pega o dinheiro do BNDES e repassa para a SPE. No entanto, o banco gaúcho ainda não aprovou as garantias de que a SPE conseguirá honrar com o pagamento do empréstimo. Por isso, não liberou o dinheiro.

Todos os grandes estádios que estão sendo construídos neste momento no Brasil receberam ou receberão dinheiro do BNDES via ProCopa, uma linha de crédito especial para este fim.

Banrisul emite nota 

Na manhã deste sábado, por meio da assessoria de imprensa, o Banrisul emitiu uma nota informando que o banco "vem trabalhando com o objetivo de contribuir na viabilização do projeto de reforma e ampliação do estádio Beira-Rio. No entanto, a proposta apresentada pela Construtora Andrade Gutierrez não está suficientemente estruturada, em relação às garantias, para o Banrisul realizar a operação de financiamento."

Segundo o informe, o banco se mantém aberto ao diálogo para avançar nas tratativas que possam ter como resultado um desfecho satisfatório para todas as partes.

Confira a nota da Andrade Gutierrez, na íntegra:

Reforma do Beira-Rio
Informações importantes para o público

A construtora Andrade Gutierrez vem a público novamente para informar que todas as etapas e ações que dependiam da empresa para viabilizar o projeto de reforma e modernização do estádio Gigante da Beira-Rio já foram concluídas.

A empresa está segura de que foi além de suas obrigações, fazendo tudo o que era possível a um ente privado para colocar o projeto em execução. Rememorando:

– A Andrade Gutierrez foi a primeira a apresentar ao S.C. Internacional, ainda em 2010, uma sugestão de modelo de parceria para reforma do estádio – modelo que, no ano seguinte, seria aprovado pelo clube;

– Em seguida, em conjunto com o clube, a construtora elaborou a minuta do contrato que definiu as bases da parceria, processo que foi concluído em dezembro de 2011;

– Definida as condições do contrato, a Andrade Gutierrez pôde, enfim dar início às tratativas com os potenciais sócios investidores para a composição da Sociedade de Propósito Específico (SPE) responsável pela reforma e ampliação do Beira-Rio;

– Em paralelo, mesmo sem ter garantia formal de que seria a responsável pela condução do projeto, desenvolveu os estudos e projetos de engenharia para que a retomada das obras pudesse ocorrer imediatamente após a assinatura do contrato;

– Pouco mais de 45 dias após a aprovação do contrato pelo Conselho Deliberativo do clube, a construtora conseguiu definir todos os demais investidores necessários à viabilização do projeto;

– Para obtenção da linha de financiamento via ProCopa, programa do BNDES para financiamento de Arenas na Copa 2014, todos os investidores têm de apresentar garantias proporcionais à sua participação. a garantia da parcela que cabe à construtora (20%) já foi apresentada e aprovada.

Informamos que, em decorrência de várias reuniões realizadas nas últimas semanas com executivos do BNDES e do Banrisul, que atua como agente repassador dos recursos do BNDES via ProCopa, um plano sólido de garantias referente ao conjunto de investidores que formarão a SPE foi apresentado ao Banrisul. Até o momento, não houve o retorno quanto à aprovação deste plano.

Sem a aprovação dessas garantias financeiras, que contam inclusive com intenção de participação do S.C. Internacional, não é possível obter a linha de financiamento ao projeto e estabelecer a sociedade que viabilizará a reforma, lembrando que o andamento deste processo tem decisões, fóruns e prazos alheios à vontade da empresa.

Uma vez formada a SPE, o contrato será assinado e o cronograma de obras, divulgado. Até lá, a Andrade Gutierrez segue envidando todos os esforços para que o modelo para reforma e modernização do estádio Gigante da Beira-Rio, tendo como objetivo a Copa do Mundo de 2014, seja viabilizado.

Bookmark and Share


Fonte: Fabrício Falkowski / Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.