Correio do Povo

Porto Alegre, 19 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
21ºC
Amanhã
15º 24º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

02/12/2013 17:25 - Atualizado em 02/12/2013 18:10

Jonas marca três vezes e leva a bola do jogo para casa

Ex-gremista se surpreendeu com tradição local após goleada de 3 a 0 sobre o Osasuna

Jonas marca três vezes e leva a bola do jogo para casa<br /><b>Crédito: </b> Jose Jordan / AFP / CP
Jonas marca três vezes e leva a bola do jogo para casa
Crédito: Jose Jordan / AFP / CP
Jonas marca três vezes e leva a bola do jogo para casa
Crédito: Jose Jordan / AFP / CP

Jonas ia deixando o gramado do estádio Mestalla como sempre costuma fazer após o apito final. Mas havia algo diferente na goleada por 3 a 0 sobre o Osasuna, nesse domingo, pela 15ª rodada da Liga da Espanha. O camisa 7 havia marcado os três gols dos donos da casa e, pela tradição local, teria o direito de levar a bola da partida para a casa. O jogador ficou sabendo da tradição graças ao companheiro de equipe Canales, que o avisou na saída.

“No Brasil não tem nada disso e essa foi a primeira vez que marquei três vezes num jogo aqui na Espanha. Eu tinha sido substituído e estava indo do banco para o vestiário quando o Canales falou para eu pegar a bola. Estranhei e não entendi, foi aí que ele me explicou que quem faz três leva a bola para a casa”, contou Jonas.

“Nem precisei falar nada para o árbitro, fui na direção dele e ele já esticou o braço para me entregar. Achei legal isso. O pessoal autografou no vestiário. Vou levar para Taiúva, onde nasci. Minha família está construindo um espaço para as nossas conquistas e lembranças. É uma relíquia que vou guardar com carinho”, comentou o ex-gremista.

Ao fazer os três contra o Osasuna, Jonas chegou aos 34 gols em partidas válidas pela Liga da Espanha e ocupa o posto de 35° maior artilheiro do Valencia na história da principal competição nacional. Foram 94 jogos desde que chegou à Espanha, em janeiro de 2011. Segundo levantamento do clube, a média sobe quando considerado o tempo em que o atacante brasileiro esteve em campo: um gol a cada 184 minutos.

“São números positivos. É uma satisfação enorme. Os jogadores que estão empatados comigo têm mais de 200 jogos pelo Valencia na Liga e eu ainda não completei 100. Tenho tempo para tentar aumentar essas estatísticas. No Grêmio consegui ser o quinto maior artilheiro da história recente do clube”, completou.

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.