Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
11º 22º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

13/12/2013 11:31 - Atualizado em 13/12/2013 12:17

Saiba mais sobre os adversários do Grêmio na Libertadores

Tricolor enfrenta Newell's, Atlético Nacional e, provavelmente, Nacional (URU)

Francês Trezeguet atua no argentino Newell´s Old Boys<br /><b>Crédito: </b> STR / AFP / CP
Francês Trezeguet atua no argentino Newell´s Old Boys
Crédito: STR / AFP / CP
Francês Trezeguet atua no argentino Newell´s Old Boys
Crédito: STR / AFP / CP

O sorteio da Copa Libertadores de 2014, realizado na noite dessa quinta-feira, colocou o Grêmio no chamado grupo da morte. O Tricolor certamente enfrentará o Newell’s Old Boys, da Argentina, e o Atlético Nacional, da Colômbia. O outro time do grupo sairá do confronto da fase preliminar entre o tradicional Nacional do Uruguai, tricampeão da América, e o boliviano Oriente Petrolero, que será o adversário da estreia gremista.

• Grupo do Grêmio "é o mais forte", define Fábio Koff

O Correio do Povo apresenta um Raio X dos adversários gremistas na primeira fase da Libertadores. Confira abaixo:

Newell’s Old Boys

Semifinalista da Libertadores eliminado apenas nos pênaltis pelo campeão Atlético-MG e vencedor do Torneio Final da Argentina, o Newells Old Boys perdeu qualidade após o ótimo primeiro semestre de 2013. O técnico Gerardo Martino embarcou rumo a Barcelona para dirigir o time de Messi e Neymar, o artilheiro Ignacio Scocco foi vendido ao Inter e o bom zagueiro Santiago Vergini foi para o Estudiantes de La Plata. A principal contratação foi o franco-argentino Trezeguet junto ao River Plate. O grande destaque é o experiente meia Maxi Rodríguez, que tem lugar praticamente garantido na seleção argentina que disputará a Copa do Mundo de 2014.

Apesar das perdas, o time de Rosário começou bem o Torneo Inicial argentino sob o comando do jovem técnico Alfredo Berti. O Newells chegou a liderar o campeonato com folga, mas teve uma queda na reta final. Sem vencer há sete partidas, a equipe chega na última rodada – que ocorre neste domingo - ainda com chances de título, mas precisa, além da vitória sobre o Lanús , de um tropeço do San Lorenzo contra o Velez para levar a decisão do título a um jogo de desempate.

O Newells nunca foi campeão da Libertadores. A equipe de Rosário foi vice duas vezes, em 1988, quando perdeu para o Nacional do Uruguai, e 1991, quando foi derrotada pelo São Paulo na decisão.

Atlético Nacional

O Atlético Nacional é um velho conhecido do Grêmio na Libertadores. Em 1995, o time colombiano foi o adversário batido pelo Tricolor de Felipão na conquista do bi da América. Atualmente, a equipe de Medellín domina o futebol da Colômbia.

Campeão do torneio Apertura no primeiro semestre, o Atlético Nacional chegou também à decisão do Finalización, o campeonato do segundo semestre colombiano, diante do Deportivo Cali. No primeiro jogo, nessa quarta-feira, os dois times ficaram no 0 a 0 em Cali. A decisão ocorre no próximo domingo em Medellín. A equipe é comandada pelo experiente técnico Juan Carlos Osorio desde 2012.

O Atlético Nacional conquistou a Libertadores uma vez. Em 1989, o time comandado pelo técnico Francisco Maturana bateu o Olimpia, do Paraguai, na decisão.

Nacional do Uruguai


O Nacional chegou a pré-Libertadores por ter tido a melhor campanha na média dos torneios Apertura e Clausura da temporada 2012/2013 sem contar os finalistas e campeões de cada turno, Peñarol e Defensor – que estão direto na fase de grupos. No atual campeonato, que vale vaga para a Libertadores de 2015, o “Bolso” chega à última rodada, neste final de semana, disputando o título com River Plate e Danubio. O time atualmente é comandado pelo técnico argentino Rodolfo Arruabarrena.

O time uruguaio é um dos mais tradicionais da Libertadores. O Nacional levou o título da competição em 1971, 1980 e 1988. Nos três anos, clube conquistou também o título mundial, batendo Panathinaikos, Nottinghan Forest e PSV, respectivamente.

Grêmio e Nacional se enfrentaram pela última vez nas quartas de final da Libertadores em 2002. Na ocasião, time comandado por Tite levou a melhor com uma vitória de 1 a 0 no Olímpico e empate em 1 a 1 em Montevidéu.

Oriente Petrolero

Time com menos tradição no caminho do Grêmio, o Oriente Petrolero está na pré-Libertadores por conta do vice campeonato no Torneio Clausura da Bolívia da temporada 2012/2013. No atual campeonato, o time de Santa Cruz de la Sierra faz uma campanha regular e é apenas o sétimo colocado, sem chances de título.

Grêmio e Oriente Petrolero se enfrentaram quatro vezes pela Libertadores, com três vitórias brasileiras e uma boliviana. Em 2002, o Tricolor de Tite venceu as duas partidas, 4 a 2 na Bolívia e 3 a 2 no Olímpico. Em 2011, sob o comando de Renato Portaluppi, o time gaúcho venceu no Olímpico por 3 a 0 e foi derrotado fora pelo mesmo placar na última rodada da fase de grupos – resultado que custou o primeiro lugar da chave.
 


Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.