Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
26ºC
Amanhã
16º 23º


Faça sua Busca


Esportes

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

15/12/2013 17:00 - Atualizado em 15/12/2013 18:18

Ministério Público do Trabalho pede interdição de obras na Arena Amazônia

Dois operários morreram em menos de um dia na construção do estádio de Manaus

Ministério Público do Trabalho pede interdição de obras na Arena Amazônia<br /><b>Crédito: </b> Divulgação / CP
Ministério Público do Trabalho pede interdição de obras na Arena Amazônia
Crédito: Divulgação / CP
Ministério Público do Trabalho pede interdição de obras na Arena Amazônia
Crédito: Divulgação / CP

O Ministério Público do Trabalho (MPT) da 11ª região entrou com um pedido de interdição de obra "urgente e imediata" para a Arena Amazônia, em Manaus, um dos estádios da Copa do Mundo de 2014, após a morte de dois operários em menos de 24 horas.

O operário Marcleudo de Melo Ferreira, de 22 anos, que trabalhava nas obras da arena morreu na madrugada de sábado depois de uma queda no local da construção, segundo informaram as autoridades locais e a Federação Internacional de Futebol (Fifa). Ele caiu do teto do estádio, de uma altura de 35 metros, quando um cabo se rompeu. Outro trabalhador, José Antônio da Silva Nascimento, de 49 anos, sofreu um enfarto no centro de convenções que está sendo erguido ao lado do estádio. Após a morte de Macleudo, as obras tinham sido paralisadas até segunda-feira.

O documento do MPT pede a imediata interdição de todos os setores da obra da arena que envolvem atividades em altura, até que seja atestado o atendimento dos requisitos mínimos e das medidas de proteção para o trabalho. Caso a medida seja descumprida, será aplicada uma multa de R$ 100 mil por dia.

Seis operários já morreram em estádios da Copa

Seis trabalhadores já morreram em obras de estádios da Copa. Além de Macleudo e João, em março, um trabalhador caiu de uma altura de 5 metros e também morreu durante as obras do estádio em Manaus.

A primeira morte aconteceu em junho do ano passado, quando um operário de apenas 21 anos despencou de uma estrutura de 30 metros de altura durante a construção do Estádio Nacional de Brasília. As outras duas mortes aconteceram no mês passado após a queda de um guindaste durante as obras do Itaquerão, em São Paulo.

As obras na Arena Amazônia começaram em novembro de 2010. Sua inauguração está prevista para janeiro. O estádio receberá quatro jogos do Mundial do ano que vem: Camarões x Croácia, pelo Grupo A, Inglaterra x Itália, pelo Grupo D, Honduras x Suíça, pelo Grupo E, e Estados Unidos x Portugal, pelo Grupo G.

Bookmark and Share

Fonte: Agência Brasil







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.