Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
21ºC
Amanhã
13º 22º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

17/12/2013 16:31 - Atualizado em 17/12/2013 17:37

“Volto para uma casa que jamais deixou de ser minha”, diz Abel

Técnico destacou preocupação com o Colorado mesmo quando estava em outros clubes

Abel destacou preocupação com Inter mesmo em outros clubes<br /><b>Crédito: </b> Ricardo Giusti
Abel destacou preocupação com Inter mesmo em outros clubes
Crédito: Ricardo Giusti
Abel destacou preocupação com Inter mesmo em outros clubes
Crédito: Ricardo Giusti

Apresentado no aniversário de sete anos do principal título do Inter, o Mundial de Clubes, o técnico Abel Braga fez questão de destacar a longa relação que tem com o clube. Na sexta passagem pelo Colorado, ele afirmou que sempre acompanhou notícias sobre o time, mesmo quando estava distante.

“Volto para uma casa que jamais deixou de ser minha. É assim que me vejo. Mesmo quando estava trabalhando em Dubai, no outro lado do mundo, me preocupava com o que acontecia nessa casa. Por isso, me sinto muito feliz e pronto pra esse desafio”, comentou o treinador.

Das mãos da diretoria do Inter, o comandante colorado recebeu uma camisa com o número 3. “Interessante o que está escrito aqui em cima: baú do tesouro colorado”, descreveu. “Minha vida começou muito cedo aqui no Inter. Com 36 anos, em 1988, e continua perdurando. Isso é sinônimo de total identificação, lealdade e honestidade. Aí você consegue criar dentro de uma instituição tão grande uma relação humana exemplar”, acrescentou.

Melhorar os resultados no campo nos últimos anos será o principal desafio de Abel na equipe colorada. Para ele, o time tem que voltar a jogar como em 2006. "Precisamos reconquistar uma coisa que ganhamos no campo e que no campo também foi perdida. Que a gente possa tirar esses números ruins da campanha do ano que vem e que possa ser primeiro”, projetou.

Vestiário

A relação entre os jogadores deverá ser um dos principais pontos do comando de Abel na próxima temporada. Para o ídolo colorado, o clima no vestiário tem que ser bom para o time alcançar os títulos almejados. “Só se ganha com ambiente bom, com vestiário ruim não se chega a lugar algum. Mas também não quero vestiário de freira", brincou.

Além do grupo colorado, a convivência tem de ser boa entre os dirigentes, observou o treinador. “As pessoas que comandam esse clube são amigas. Sei que daqui poucas semanas três novos amigos serão feitos. Existe transparência e uma relação de verdade.”

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.