Correio do Povo

Porto Alegre, 21 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
11ºC
Amanhã
13º 24º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Copa do Mundo

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

05/01/2014 16:11 - Atualizado em 05/01/2014 16:19

Anonymous organiza ato nacional contra a Copa

Mobilização está marcada para o dia 25 de janeiro em 39 pontos do País

O Anonymous Brasil articula grande mobilização nacional para o dia 25 de janeiro. Denominada de Operation World Cup, o objetivo é denunciar que a Copa Fifa 2014 “apresenta atrações implícitas”. No chamamento realizado por meio das redes sociais, os ativistas ressaltam que, ao chegarem no Brasil, os turistas podem ser surpreendidos por assaltos com armas de fogo. Dizem que os registros do Subsistema de Informação sobre Mortalidade – do Ministério da Saúde (SIM) permitem verificar que, entre 1980 e 2010, cerca de 800 mil cidadãos morreram por disparos de algum tipo de arma de fogo.

“O Brasil é um país violento. Só em São Paulo, que possui 48 milhões de habitantes, a Polícia Militar (excluindo as polícias civis) matou mais pessoas do que o Estados Unidos inteiro (que possui 300 milhões de habitantes). Indo para o âmbito geral da população, classifica-se como o 7º país com maior índice de assassinatos do mundo”.

Os ativistas observam que o intuito dos protestos contra a Copa 2014 é lutar pelos interesses do povo e de qualquer pessoa que deseja um país mais justo e menos desigual. “Os protestos contra a Copa 2014 no Brasil apresenta cunho suprapartidário, ou seja, estão acima dos interesses políticos de partidos específicos. Se houver alguma bandeira, que seja a das reivindicações populares. A intenção é colocar as causas populares acima deles e fazê-los repensarem seus papéis” justificam.

A meta principal, segundo um dos seguidores do Anonymous Brasil, é “pensar estratégias para inviabilizar os jogos” nas cidades-sede. Em Porto Alegre, a mobilização terá como ponto de partida a Praça Montevidéu. A concentração dos manifestantes começa às 17h. Até este domingo, 496 pessoas confirmaram presença. Já no Rio de Janeiro, os ativistas estarão concentrado no mesmo horário junto à Igreja Nossa Senhora da Candelária.

Ao todo serão 39 protestos simultâneos em vários pontos do país. Na capital paulista, por exemplo, o ato começará junto ao Museu de Arte de São Paulo. Na capital federal, os manifestaram estarão concentrados no Brasília Shopping. “O Brasil decreta leis arbitrárias, como a Lei de Organizações Criminosas, para reprimir manifestações da sociedade civil. Não podemos permitir que a repressão contra aqueles que querem mudar o país continue”, defende o Anonymous Brasil. O protesto também combaterá a prostituição infantil, a fome que, segundo os ativistas, atinge 32 milhões de brasileiros, e a precariedade na saúde pública. “São essas algumas das atrações que o mundo vai conhecer em 2014. Os brasileiros não estão indignados e protestando sem motivos contra a realização da Copa”, advertem.

Bookmark and Share


Fonte: Luciamem Winck / Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.