Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 02/02/2014
  • 11:03
  • Atualização: 11:14

Zagueiro Paulo André teve carro danificado durante invasão a CT

Delegado espera imagens das câmeras de segurança do Corinthians para apontar responsáveis

  • Comentários
  • Lancepress

A partir do Boletim de Ocorrência (BO) registrado pela diretoria do Corinthians neste sábado, o 62° Departamento de Polícia começa a investigar, já durante esta semana, os torcedores envolvidos na invasão do CT Joaquim Grava, que culminou em danos ao patrimônio do clube, roubos e agressões a funcionários e até mesmo a destruição do carro do zagueiro Paulo André. O delegado José Clésio de Oliveira Filho espera receber as imagens do circuito interno do CT do Timão já nesta segunda-feira.

• Jogadores do Corinthians concordam em jogar após invasão de CT

“Os torcedores de três organizadas foram ao CT, sabedores de que os jogadores estavam concentrados, para tentar agredi-los. Só que eles conseguiram se esconder e não tem nenhum jogador ferido. Porém, roubaram aparelhos celulares, rádio HT (uma espécie de walkie talkie) dos seguranças e quebraram alguns veículos. Vários retrovisores foram danificados, mas os maiores prejuízos foram mesmo nos veículos do Paulo André, jogador, e do Flávio Furlan Grava”, disse o delegado responsável pelo caso.

De acordo com a Polícia Civil, os automóveis de Paulo André e de Flávio, que é preparador físico e filho do consultor médico Joaquim Grava, tiveram os capôs amassados e vários vidros quebrados. O delegado José Clésio solicitou que a Perícia vistoriasse os carros para encontrar novas evidências.

A investigação terá sequência nesta segunda, quando o Corinthians enviará o material colhido durante a manhã em suas câmeras de segurança à delegacia. Com as imagens em mãos, a equipe responsável pelo caso solicitará relações de integrantes das três principais torcidas organizadas do clube - Gaviões da Fiel, Pavilhão 9 e Camisa 12. A suspeita é de que os líderes da invasão também sejam chefes nas organizadas.

Até o momento, nenhum invasor foi preso ou identificado, mas o Corinthians já declarou que irá auxiliar nas investigações para que o DP de Ermelino Matarazzo detenha o maior número possível de envolvidos. Um dos torcedores detidos em Oruro pela morte do garoto Kevin Espada pode estar entre os vândalos desse sábado, mas o 62° DP não confirma, e diz que irá apurar a denúncia que partiu testemunhas e foi registrada pela Polícia Militar.

Bookmark and Share