Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 02/02/2014
  • 22:40
  • Atualização: 22:59

Rafael Moura diz que alguns torcedores “mereceram” gesto ofensivo

Atacante colocou o dedo na frente da boca após marcar o segundo gol do Inter

Jogador fez um gesto ofensivo para a torcida | Foto: Halder Ramos / Especial CP

Jogador fez um gesto ofensivo para a torcida | Foto: Halder Ramos / Especial CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Os holofotes da estreia do grupo principal do Inter neste domingo, na goleada de 4 a 1 sobre o Cruzeiro, foram todos para o centroavante Rafael Moura. O jogador, após marcar o segundo gol da equipe, foi em direção da torcida e fez um gesto ofensivo, com o dedo na frente da boca. A pedido dos colegas, boa parte da torcida aplaudiu o He-Man quando ele foi substituído.

No final do jogo, o atacante pediu desculpas para os torcedores, mas ressaltou que alguns mereceram. “Para alguns, uma minoria, o gesto foi merecido. Peço desculpa aos torcedores que me aplaudiram”, comentou.

“Não tenho que provar nada a ninguém. Cheguei onde cheguei, com humildade e trabalho. Mas também não mereço escutar o que escutei, ainda mais diante da minha esposa e da minha filha. Como homem, a minha resposta foi de igual para igual”, acrescentou Moura.

As vaias e os pedidos para o técnico Abel Braga tirá-lo da partida foi o que incomodou o jogador. “Escutei a frase: ‘Abel, tira o Rafael’”, relatou. Em sua coletiva de imprensa, Abelão elogiou a técnica do He-Man e disse que contará com o atacante.


Bookmark and Share


TAGS » Futebol, Inter, Esporte