Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

  • 04/02/2014
  • 09:17
  • Atualização: 09:21

Invasores do Corinthians queriam quebrar as pernas de Pato e Sheik, diz jornal

De acordo com presidente do clube Mário Gobbi peruano Paolo Guerrero foi o único jogador agredido

  • Comentários
  • Lancepress

A invasão de cerca de 100 torcedores ao CT do Corinthians no último sábado terminou com um jogador agredido de acordo com o presidente Mário Gobbi: o peruano Paolo Guerrero. Porém, os alvos dos vândalos eram outros. De acordo com reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo”, a ideia dos torcedores era quebrar as pernas de Emerson Sheik e Alexandre Pato.

Funcionários do clube que testemunharam a invasão relataram que os dois atacantes eram os principais alvos da ira dos invasores. Alguns, mais exaltados, falavam até em matar o camisa 7. Na invasão, celulares e rádios de seguranças foram roubados, uma faxineira foi agredida e o patrimônio do clube danificado, assim como veículos particulares de vários atletas, como o do zagueiro Paulo André.

Sheik e Pato são cobrados pela torcida desde o fim do ano passado. O camisa 11 passou a ser alvo após postar, em redes sociais, uma foto dando um selinho em um amigo. O ex-milanista, por sua vez, foi muito cobrado após errar uma cavadinha no pênalti que decretou a eliminação do Corinthians da Copa do Brasil nas quartas de final, contra o Grêmio, na Arena.

Bookmark and Share