Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 09/02/2014
  • 21:30
  • Atualização: 21:45

Primeiro Gre-Nal do ano termina empatado em 1 a 1

Fabrício abriu o placar para os Colorados e Barcos deixou tudo igual, de pênalti

Primeiro Gre-Nal do ano termina empatado em 1 a 1 | Foto: Fabiano do Amaral

Primeiro Gre-Nal do ano termina empatado em 1 a 1 | Foto: Fabiano do Amaral

  • Comentários
  • Bernardo Bercht / Correio do Povo

O primeiro Gre-Nal de 2014 terminou igual aos últimos de 2013: empatado. Para alcançar o 1 a 1 no placar, as duas equipes se apresentaram com força total e exerceram domínio em momentos distintos do jogo na Arena. O Inter conseguiu levar mais perigo, contudo, e o goleiro Marcelo Grohe se consagrou ao fazer duas grandes defesas que mantiveram o Tricolor na partida neste domingo, válida pela sétima rodada do Gauchão.

Grêmio e Inter dividiram o domínio da primeira etapa exatamente no período de antes e depois da parada técnica para hidratação. O começo de partida foi tricolor, enquanto o Colorado cresceu na segunda parte e passou a pressionar.

Com o resultado, o Inter mantém a invencibilidade no estadual, mas perde os 100% de aproveitamento e chega a 19 pontos, na liderança do Grupo A. Na próxima rodada, os colorados recebem o Caxias no jogo que marcará a reabertura do Beira-Rio após quase 16 meses.

Também líder, mas do Grupo B e com 12 pontos, o Tricolor volta a campo pelo Gauchão no domingo, contra o Esportivo. Antes disso, porém, o time de Enderson Moreira estreia na Libertadores na quinta-feira, encarando o Nacional, na quinta-feira, em Montevidéu.

Fabrício ofusca primeiro tempo gremista

Logo aos 4 minutos, o garoto Luan mostrou personalidade ao substituir Kleber, que, lesionado, ficou de fora do clássico. Ele recebeu na intermediária, avançou alguns metros e chutou cruzado. A bola voou rente ao poste, mas saiu em tiro de meta. A resposta do Inter veio com Jorge Henrique. Ele recebeu na entrada da área e chutou no canto direito. Saiu fraco e Marcelo Grohe caiu bem para catar firme.

Aí foi o momento de Barcos perder dois lances definidores do jogo. Aos 11 minutos, Zé Roberto cobrou falta com açúcar, na cabeça do argentino. Mas o centroavante não subiu o suficiente e furou o cabeceio que poderia abrir o placar. Três minutos depois, o argentino fez pior no seu papel de artilheiro. Ele fintou dois zagueiros com o corpo e saiu na cara do gol. Tinha toda a goleira para mandar nas redes, mas tocou fraco, tentando entre as pernas de Muriel, que defendeu.

Veio a parada para hidratação e, após instruções de Abel Braga, o Inter mudou. Passou a adiantar a marcação e complicar a saída de bola do Grêmio. Jorge Henrique, Rafael Moura e D'Alessandro tiveram suas chances de pressionar, mas demorou para sair um chute a gol. Chute mesmo foi o do volante Edinho aos 33 minutos. Ele mandou de primeira, no ângulo direito, de muito longe. Muriel deu um passo para o lado e mandou para escanteio com uma bela ponte.

O desperdício do Grêmio foi castigado aos 42 minutos. Jorge Henrique escorregou na tentativa de fazer a parede na frente da área e Pará ficou desligado no lance. A bola sobrou para Fabrício na cara do gol e, ao contrário de Barcos, o lateral não perdoou e fulminou para as redes.

Em segundo tempo colorado, Barcos deixa tudo igual

As equipes voltaram sem alterações para a segunda etapa e o Inter seguiu tentando levar pressão. Logo no primeiro minuto, Marcelo Grohe fez um milagre. Aránguiz cruzou no segundo pau e Rafael Moura cabeceou no cantinho, de cima para baixo. Grohe voou muito rápido rente à trave para salvar de soco.

O jogo seguiu com algum domínio colorado. Aos 5 minutos, Fabrício serviu Rafael Moura, ele virou em cima do marcador e chutou forte. O desvio da zaga mandou bola para escanteio. O Grêmio criava pouco e ainda tinha a dúvida sobre o goleiro Marcelo Grohe, com dores no tornozelo. Ainda assim, após atendimento ele seguiu na partida.

Aos 33, melhorou a vida do Grêmio. Barcos pressionou Paulão na área e o zagueiro colocou a mão na bola, cedendo a penalidade máxima. O próprio centroavante cobrou, dessa vez firme no canto esquerdo. Muriel foi para o lado contrário, e nada pôde fazer além de buscar a bola no fundo do gol: 1 a 1.

Mas a realidade do segundo tempo ainda dava alguma vantagem ofensiva para o Inter. Aos 41, Grohe precisou salvar novamente a casa gremista. D'Ale girou sobre a marcação, fintou dois e chutou no cantinho, mas o goleirão alcançou para espalmar. Aos 45, subiu na área em bola espirrada e evitou conclusão perigosa, garantindo o empate no segundo Gre-Nal da Arena.

Gauchão - 7ª rodada


Grêmio 1
Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho, Riveros, Ramiro (Jean Deretti) e Zé Roberto (Alan Ruiz), Barcos e Luan (Maxi Rodríguez). Técnico: Enderson Moreira.

Inter 1
Muriel; Gilberto, Paulão, Juan e Fabrício; Willians, Aránguiz e Alex (Alan Patrick; D'Alessandro, Rafael Moura (Wellington Paulista) e Jorge Henrique (Otávio). Técnico: Abel Braga.

Gols: Fabrício (42min/1ºT) e Barcos (34min/2ºT, de pênalti).
Cartões amarelos: Ramiro e Luan (G); Rafael Moura, Gilberto, D'Alessandro, Paulão, Fabrício (I).
Arbitragem: Leandro Vuaden, com José Javel Silveira e Rafael da Silva Alves.
Local: Arena do Grêmio.


Bookmark and Share