Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 13/02/2014
  • 16:51

Via Twitter, atletas do Real Garcilaso repudiam ofensas racistas a Tinga

Meio-campista do Cruzeiro foi ofendido por torcedores do time peruano na partida da última quarta-feira

  • Comentários
  • Lancepress

Com pedidos de desculpas. Foi a maneira como atletas do Real Garcilaso (PER) se manifestaram, após saberem que a torcida no Estádio Huancayo direcionou atos racistas a Tinga, do Cruzeiro. Via Twitter, jogadores da equipe de Cuzco repudiaram as atitudes ocorridas na quarta-feira, em jogo válido pela Libertadores:

"O racismo é repugnante em todos os sentidos. Espero que não volte a acontecer em um estádio, e muito menos no Peru. Que os brasileiros me perdoem", postou o goleiro Juan Pretel.

O lateral-direito Jhoel Herrera foi categórico em sua mensagem: "Não ao racismo. Não mais!'. E, ao responder a um seguidor, confessou: 'Estamos muito sentidos com o que passou, e sei o quanto é duro sofrer isto".

Carlos Barrena, volante que não entrou em campo no Estádio Huancayo, postou: "Mil desculpas aos brasileiros pela atitude de uma parte do público. Estamos conta o ato racista".

A equipe peruana voltará a campo na Libertadores no dia 19 de fevereiro, contra o Defensor (URU). Já o Cruzeiro atuará pela segunda rodada diante da Universidad de Chile.

Bookmark and Share