Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

14/02/2014 14:03 - Atualizado em 14/02/2014 14:08

Grêmio dobra jovens na Libertadores e aumenta confiança após prova de fogo

Atuações de Wendell e Luan na vitória sobre o Nacional corroboram aposta em garotos

Garoto Luan teve atuação destaca contra o Nacional<br /><b>Crédito: </b> Lucas Uebel / Divulgação Grêmio / CP
Garoto Luan teve atuação destaca contra o Nacional
Crédito: Lucas Uebel / Divulgação Grêmio / CP
Garoto Luan teve atuação destaca contra o Nacional
Crédito: Lucas Uebel / Divulgação Grêmio / CP

Os gastos foram reduzidos para 2013. A saída, apostar nas categorias de base. Não é segredo que o Grêmio mudou estilo de investimento e utiliza os jovens como trunfo para 2014. O clube dobrou a presença de jogadores crias da casa na lista da Libertadores e aumentou a confiança nos garotos após a "prova de fogo" na vitória por 1 a 0 sobre o Nacional, no Parque Central.

Três jogadores eram estreantes: Wendell, Ramiro e Luan. Os dois últimos tem passagens pelo time sub-20 tricolor, embora o volante já tenha chegado com experiência de profissional do Juventude e tenha sido titular da equipe gremista em 2013, durante o Brasileirão.

Após a partida, o presidente Fábio Koff destacou que 12 dos 30 atletas inscritos na Libertadores são formados nas categorias de base do clube e ressaltou a confiança no elenco. “Nós estamos com esse grupo. Ontem chegou o Dudu, que foi entregue ao preparador físico e logo está pronto para jogar. Acho que o grupo está pronto. Temos os guris que subiram e estão pedindo passagem. O Enderson é um treinador arrojado, no elenco de 30 atletas temos 12 oriundos das categorias de base”, analisou.

No ano passado, o time de Vanderlei Luxemburgo que disputou a Libertadores tinha seis jogadores formado nas categorias de base: Misael, Marcelo Grohe, Busatto, Saimon, Leandro e Yuri Mamute.

“Os jogadores que chegam da base, mais novos, se sentem à vontade porque os mais experientes passam a tranquilidade. Peço para que acolham bem, porque são jogadores de grande potencial. Eu acho que os dois (Wendell e Luan) fizeram um grande trabalho, temos que valorizar muito o trabalho da nossa base. Preparam bem os garotos. Não só o Luan, mas temos uma boa safra que está participando da equipe principal. É importante porque prova que eles apresentaram maturidade”, comentou o técnico Enderson Moreira.

Aquele que arranca maiores suspiros dos tricolores é, sem dúvida, Luan. O meia-atacante teve ascensão meteórica em 2014, ao participar do Gauchão com o time júnior, sob o comando de Mabília, e se destacar. Em pouco mais de uma semana sob o comando de Enderson, virou titular. Atuou no Gre-Nal e agora na estreia na Libertadores.

“Luan é um grande jogador, mostrou nos treinos. Isso o credenciou a jogar o Gre-Nal. E foi muito bem na partida, segurando, não se intimidou jogando no Parque Central. A diretoria tem apostado nos meninos, e nós vamos fazer de tudo para dar apoio para eles e conquistar nosso objetivo na primeira fase”, destacou o zagueiro Werley.

A observação dos jovens também faz com que a diretoria não contrate mais ninguém. Após a chegada de Dudu, o Tricolor deixa de trabalhar no mercado. Até porque não poderia utilizar ninguém novo imediatamente na lista da Libertadores. O clube gaúcho desembarca na tarde desta sexta-feira em Porto Alegre.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.