Porto Alegre, terça-feira, 25 de Novembro de 2014

  • 18/02/2014
  • 23:37
  • Atualização: 00:29

Inter mantém embalo e vence o Juventude por 2 a 1

Jogo ficou parado por quase uma hora devido à falta de luz no Estádio do Vale

Inter vence o Juventude por 2 a 1 em Novo Hamburgo | Foto: Rodrigo Rodrigues / Jornal NH / CP

Inter vence o Juventude por 2 a 1 em Novo Hamburgo | Foto: Rodrigo Rodrigues / Jornal NH / CP

  • Comentários
  • Bernardo Bercht / Correio do Povo

Nem a falta de luz por quase uma hora no Estádio do Vale foi suficiente para brecar o embalo colorado no Gauchão. Mesmo sem mostrar grande futebol, o Inter soube aproveitar as chances e derrotou o Juventude por o 2 a 1, na noite desta terça-feira, em confronto válido pela nona rodada do Gauchão.

A oitava vitória em nove jogos faz o Inter ampliar a liderança já isolada do Grupo A do Gauchão, agora com 25 pontos. O Juventude estaciona em nove pontos e ocupa o sexto lugar da chave. O time de Abel Braga volta a campo no domingo, às 16h, quando enfrenta o Veranópolis, no Antônio David Farina. O alviverde da Serra recebe o Zequinha no sábado.

Confusões e falta de luz na primeira etapa


O primeiro tempo foi acidentado de todas as formas. Apagão dos refletores, mais tempo sem luz que de bola rolando e duas confusões entre jogadores. Jogar futebol, só o Colorado jogou e, no fim das contas, marcou o gol merecido pela produção ofensiva. O Colorado jogou com o terceiro uniforme e a vantagem da camisa amarela, talvez, tenha sido identificar os jogadores do Inter na pouca luz do Estádio do Vale. Ou nem isso.

Com a bola rolando, nada de amarelar, contudo. Os comandados de Abel Braga iniciaram em alta velocidade, pressionando a equipe da Serra. Logo aos cinco minutos, Fabrício desviou cobrança de falta no primeiro pau de cabeça, mas o goleiro Fernando voou bem e catou firme. Aránguiz também teve chance ao ser lançado na área, mas na hora do chute desabou no chão pedindo pênalti. Não houve toque do zagueiro que justificasse falta e o juiz mandou seguir.

Mais alguns minutos, e um carrinho de Fabrício em Diogo parou o jogo com muita discussão entre os jogadores dos dois times. Essa ficou no aviso. Logo depois, como que para esfriar os ânimos, apagão no Estádio do Vale. Um curto circuito no gerador deixou o campo às escuras por 51 minutos.

Briga e expulsão dupla no gramado


No retorno, um jogo mais comedido no campo, mas ainda sob total controle colorado. Aos 32, veio o gol. Otávio puxou grande jogada pelo meio e tocou para o He-Man na entrada da área. Ele ganhou do zagueiro e chutou com categoria, no canto direito para vencer o goleiro Fernando e comemorar cada vez mais fazendo as pazes com a torcida.

Aos 36, o Juventude fez sua primeira tentativa de chute ao gol. Diogo cobrou falta forte, da entrada da área, mas a bola explodiu na barreira. Seria a última participação dele, pois se envolveu em novo enrosco com Fabrício. Em meio a muita discussão, ainda desferiu um tapa no rosto do lateral colorado que o empurrou. Resultado: cartão vermelho e fim de jogo para ambos. Depois dos incidentes, as duas equipes baixaram a marcha e pouco criaram até o fim dos 45 minutos.

Chileno amplia para o Inter com belo gol


A segunda etapa seguiu sob o comando pleno do Inter. E mais um gol veio ao natural aos seis minutos. Em cobrança de falta, Aránguiz chutou com muito efeito e marcou um golaço no ângulo superior esquerdo, sem chances para Fernando.

Depois disso, o Inter deixou o jogo muito morno e, ainda que timidamente, o Juventude avançou. Aos 10, Douglas cabeceou bola cruzada por Paulinho e tirou tinta da trave. Aos 23, D'Alessandro ainda teve a chance de anotar uma goleada, mas chutou forte em cima do goleiro. Aí, na bobeada da zaga do Inter, o Ju empatou. Aos 34 minutos, a bola desviou em cobrança de escanteio e sobrou livre para Zulu. O centroavante fez a sua parte e fuzilou as redes de Muriel, descontando para 2 a 1.

O Juventude ainda teve a chance do empate, aos 43, mas faltou técnica ao centroavante Zulu. Ele foi lançado na cara do gol, Muriel saiu atrapalhado, mas o artilheiro deu de canela na bola, entregando o tiro de meta e garantindo ao Inter uma das melhores arrancadas em décadas no Gauchão.

Gauchão - 9ª rodada

Inter 2

Muriel; Gilberto, Paulão, Ernando e Fabrício; Willians, Aránguiz e Alan Patrick (Cláudio Winck); D'Alessandro, Rafael Moura (Wellington Paulista) e Otávio (João Afonso). Técnico Abel Braga.

Juventude 1

Fernando; Robinson, Rafael Pereira, Diogo e Julinho; Leandro Melo (Jardel), Heverton, Mika, Diogo Oliveira (Leandro Franco); Douglas (Ocanto) e Zulu. Técnico Geraldo Delamore.

Gols: Rafael Moura (32min/1ºT) e Aránguiz (6min/2ºT), para o Inter; Zulu (34min/2ºT).
Cartões amarelos: Robinson, Leandro Melo, Fernando, Zulu (J); Paulão e D'Alessandro (I).
Cartões vermelhos: Diogo (J); Fabrício (I).
Arbitragem: Diego Almeida Real, com José Eduardo Calza e Sedenir Martins.

Bookmark and Share