Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • 23/02/2014
  • 19:03
  • Atualização: 19:25

Fred perde pênalti, e reservas do Botafogo vencem o Flu no Maracanã

Mesmo com time reserva em campo, Alvinegro não toma conhecimento do tricolor carioca

  • Comentários
  • Lancepress

Com direito a pênalti batido por Fred defendido pelo goleiro Helton Leite, o time reserva do Botafogo não tomou conhecimento e venceu o Fluminense por 3 a 0, no Maracanã. Henrique, duas vezes, e Bolatti marcaram os gols do Alvinegro na partida. Com o resultado, o Bota volta a sonhar com a classificação para a semifinal da Taça Guanabara. Já o Flu, caiu para segundo lugar e adiou a classificação para a próxima fase do Campeonato Carioca.

Os dois times voltam a campo já na próxima quarta-feira. O Fluminense vai a Macaé, onde enfrenta a Cabofriense, no Moacyrzão, às 22h. Já o Botafogo terá seu segundo compromisso pela fase de grupos da Libertadores. O Alvinegro viaja até o Chile para visitar o Union Española (CHI), às 19h45min.

Polêmica, gols anulados e Botafogo na frente 

O jogo começou com polêmica. Antes da bola rolar, o goleiro Diego Cavalieri foi punido com um cartão amarelo por marcar o gramado na altura da entrada da pequena área com a chuteira. O árbitro amarelou o goleiro respaldado pela regra onde diz que os atletas não podem danificar o campo de forma intencional. Após o apito inicial, equilíbrio marcou o confronto entre as duas equipes.

Logo aos oito, Renato criou a primeira chance do Botafogo em belo chute de de fora da área, para boa defesa do goleiro tricolor. O Flu respondeu aos 12, quando após falta cobrada por Conca, Fred desviou para o fundo da rede, mas o bandeirinha sinalizou impedimento do camisa 9. O jogo seguia pegado, até que aos 32, Gegê lançou, o lateral-direito Bruno cortou mal, e a bola caiu nos pés de Henrique, que não perdoou e estudou a rede tricolor após belo chute de esquerda. Placar aberto no Maracanã. Aos 47, outro gol anulado de Fred. A defesa alvinegra insistiu na linha de impedimento e deixou todo o ataque tricolor em condição irregular na área.

Alvinegro amplia o placar e Fred perde pênalti

Assim como na primeira etapa, o segundo tempo começou movimentado. Aos dois minutos, Carlinhos recebe livre pela esquerda, invadiu a área e bateu forte cruzado, mas parou em Helton Leite. Um minuto depois, Gegê tratou de dar a resposta em jogada individual que tirou tinta da trave de Cavalieri. Aos oito, em boa falta cobrada por Junior Cesar, Bolatti desviou na primeira trave e o camisa 12 tricolor fez linda defesa com o pé esquerdo, impedindo que o Botafogo ampliasse o placar.

Aos 17, a torcida do Fluminense pediu, e Renato Gaúcho atendeu ao colocar Walter em campo. Mas o Botafogo tratou de por fim à fama de talismã do camisa 18. Aos 20, Jorge Wagner, que havia acabado de entrar, arriscou de fora da área. A bola desviou na defesa e sobrou para Henrique, livre, ampliar. Quando o Fluminense ainda assimilava o segundo gol, levou o terceiro. Junior Cesar foi à linha de fundo e achou Bolatti, que de primeira, transformou a vitória alvinegra em placar elástico.

A partir do terceiro gol, o Botafogo tocou a bola como forma de passar o tempo, e o Fluminense seguia em busca de diminuir o prejuízo no Maracanã. Walter e Conca tentaram, mas foi uma bola que bateu no braço de Dankler e o juiz marcou pênalti. Fred foi para a cobrança com a pressão de entrar para o top 10 entre os maiores artilheiros da história do Fluminense. O camisa 9 tentou desconcentrar o goleiro Helton Leite com a paradinha, o arqueiro alvinegro não caiu na dele e caiu no canto direito para impedir o gol de honra do Fluminense na partida.

Bookmark and Share