Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 23/02/2014
  • 19:21
  • Atualização: 19:25

São Paulo e Santos empatam em 0 a 0

Rrio de arbitragem virou alvo de tricolores e alvinegros no Morumbi

  • Comentários
  • Lancepress

Em jogo marcado por atuação confusa do trio de arbitragem comandado por Marcelo Aparecido de Souza, São Paulo e Santos empataram em 0 a 0 no Morumbi na tarde deste domingo. O jogo, válido pela 10ª rodada do Campeonato Paulista, apresentou ótimas chances de gol para as duas equipes e grandes defesas de Rogério Ceni e Aranha, tudo em ritmo acelerado. Apenas o pequeno público fugiu à regra da tradição do San-São (pouco mais de 16 mil presentes).

Por coincidência ou não, a mudança de postura dos tricolores veio acompanhada da ida de Paulo Henrique Ganso para o banco de reservas. Com o colombiano Pabon na armação e Douglas no ataque, o time ganhou em movimentação, mas seguia pecando com a sonolência da defesa. O Peixe percebeu a desatenção e passou a pressionar os zagueiros rivais, em receita dada por Oswaldo de Oliveira nos últimos dias. A 'pilha', no entanto, acabou servindo para despertar os donos da casa.
Alvaro Pereira, Souza e Pabon contaminaram até mesmo Osvaldo e Luis Fabiano, outros criticados pela apatia. Do lado santista, o jovem Geuvânio era o mais elétrico, apoiado por Mena e Gustavo Henrique. A torcida são-paulina também acordou com o novo espírito dos jogadores e só não gritou gol ainda no primeiro tempo devido às intervenções corajosas de Neto e Aranha. Os alvinegros, por sua vez, esbarraram em Rogério Ceni e na falta de calma de Leandro Damião.

Na etapa complementar, Pabon e Thiago Ribeiro abusaram da velocidade e criaram as melhores chances. O ritmo do jogo seguiu acelerado, o que não impediu Muricy Ramalho de lançar Ganso na vaga de Douglas instantes depois de Rogério Ceni fazer uma incrível defesa em cabeçada de Leandro Damião.

O camisa 10, entretanto, não conseguiu acompanhar o ímpeto dos companheiros e viu o ex-time equilibrar as ações nos minutos finais. Em um clássico bastante movimentado, o placar não foi alterado também graças ao pênalti sofrido por Rildo e anulado pelo bandeira Marcelo Van Gasse por impedimento do atacante.

Ainda a três pontos do líder Penapolense no Grupo A (15 a 18), o São Paulo visita o XV de Piracicaba no estádio Barão de Serra Negra às 22h de quarta-feira para tentar retomar a ponta. No dia seguinte, o Santos, que tem 23 pontos recebe o Bragantino na Vila Belmiro, às 21h, para garantir por mais uma rodada a liderança do Grupo C.

Bookmark and Share