Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 25/02/2014
  • 17:23
  • Atualização: 17:25

Camisetas de cunho sexual da Copa são retiradas das lojas

Fornecedora de material esportivo recuou após repúdio do governo brasileiro e de reclamações de consumidores

Camisetas não estão mais disponíveis para venda | Foto: Reprodução / Adidas / CP

Camisetas não estão mais disponíveis para venda | Foto: Reprodução / Adidas / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil e Lancepress

A empresa Adidas, uma das patrocinadoras da Copa do Mundo disse que suspenderá a venda das camisetas comemorativas da Copa do Mundo que relacionavam o Brasil ao turismo sexual. A fornecedora de material esportivo afirmou que a camiseta fazia parte de uma edição limitada que só seria vendida nos Estados Unidos. "A Adidas sempre acompanha de perto a opinião de seus consumidores e parceiros, e por isso anuncia que os produtos em questão não mais serão comercializados pela marca. É importante frisar que trata-se de uma edição limitada que estaria disponível apenas para os Estados Unidos", informou a empresa em comunicado nesta terça-feira.

A Adidas anunciou a suspensão da venda após o repúdio do governo brasileiro e de reclamações de consumidores nas redes sociais. O governo federal fez duras críticas às camisas, alegando que elas fizeram apologia ao turismo sexual no Brasil. "Essa campanha vai no sentido contrário ao que o Brasil defende. Nosso esforço é voltado para a promoção do Brasil pelos atributos naturais e culturais. Uma iniciativa dessas ignora e desrespeita a linha de comunicação que o governo adota, afirmou o presidente da Embratur, Flávio Dino.

Em uma das camisetas a Adidas expôs a figura de uma mulata ao lado da frase "looking to score", um trocadilho sobre fazer gols e pegar garotas. Em outro modelo, a frase "Eu amo o Brasil" está estilizada com um bumbum feminino.

Bookmark and Share