Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 26/02/2014
  • 23:58
  • Atualização: 11:53

Com dificuldade, Inter vence Brasil-Pel por 1 a 0

Wellington Paulista marcou seu primeiro gol com a camisa do Colorado no segundo teste do Beira-Rio

Inter bate Brasil-Pel por 1 a 0 pelo Gauchão | Foto: Fabiano Amaral

Inter bate Brasil-Pel por 1 a 0 pelo Gauchão | Foto: Fabiano Amaral

  • Comentários
  • Laion Espíndula / Correio do Povo

Com o retorno dos titulares, o Inter conseguiu uma vitória apertada sobre o Brasil de Pelotas na noite desta quarta-feira, pela 11ª rodada do Campeonato Gaúcho. No segundo evento-teste do novo Beira-Rio, o Colorado encontrou grande dificuldade para fazer 1 a 0 no Xavante. O jogo foi bom para Wellington Paulista, que marcou o seu primeiro gol com a camisa vermelha.

Com a vitória no jogo dos primeiros colocados do grupo A, o Inter ficou mais distante do vice-líder. O time porto-alegrense chegou aos 28 pontos, enquanto o Xavante soma 19. Às vésperas do Carnaval quase não haverá folga e já nesta sexta-feira, o Inter volta a campo, para encarar o Esportivo, no Estádio do Vale, às 19h30min.

Inter começa melhor, mas peca na frente

O Inter tomou a iniciativa do jogo no primeiro tempo, mas pecou bastante no último passe. O Brasil de Pelotas acertou uma forte marcação e bloqueou as principais investidas dos donos da casa. Com atenção total às saídas de jogo do Colorado, a equipe pelotense conseguiu roubar a bola aos dois minutos e levar perigo ao gol de Dida. Márcio Hahn chutou por cima.

Logo depois, Alex Amado recebeu na entrada da área e concluiu em cima da defesa colorada. A bola saiu fraca e ficou fácil para o goleiro. Aos 16, o Xavante assustou a torcida do Inter. Amado foi lançado sozinho e Dida deixou a meta e deu uma de zagueiro, chutando a bola para o lado. A primeira boa oportunidade do time da casa ocorreu somente na marca dos 17 minutos. Alex fez uma bela jogada individual. O meia deixou a marcação para trás, entrou na área, driblou o goleiro, mas chutou alto demais.

O Brasil respondeu em seguida. Após cobrança de escanteio, Léo Dias ajeitou a bola de cabeça para Alex Amado. Livre, o atacante tentou uma bicicleta e tocou para fora. A partir daí, o Colorado acordou e assumiu o controle da partida, armando lances perigosos.

Aos 24, Alex cobrou lateral na área, a zaga desviou para trás e Rafael Moura estava pronto para marcar o gol, mas o defensor do Xavante chegou rápido para meter um chutão e tirar da pequena área. Em seguida, Alex bateu uma falta no cantinho e obrigou Luiz Muller a fazer bela defesa. A pressão seguiu. Aránguiz pegou rebote fora da área, a bola desviou na zaga e saiu para fora. Depois, D'Alessandro serviu o volante com um lançamento, mas o chileno deu um toque para fora. No final, aos 38 minutos, Washington assustou os colorados. Ele soltou um foguete do meio da rua e a bola caiu rapidamente no canto. Dida não alcançou, mas a pelota passou rente à trave.

Xavante assusta no início do segundo tempo

Se já havia assustado no primeiro tempo, o Brasil voltou melhor para o segundo. A equipe de Pelotas dominou e assustou o Inter nos primeiros minutos. Aos três, o visitante perdeu uma chance incrível. Na falta cobrada, a zaga do Inter parou e Fernando Cardozo, cara a cara com o Dida, testou para fora. Na sequência, Gilberto tocou com a mão na bola a um palmo da área. A falta era frontal, mas Evaldo cobrou em cima da barreira. Aos 12, após lançamento para o ataque, Willians furou e Alex Amado ficou frente a frente com Dida. Só que o atacante pegou mal na bola.

Diante das dificuldades da equipe, o técnico Abel Braga fez duas mudanças aos 15 minutos do segundo tempo. Otávio substituiu Jorge Henrique e Alan Patrick entrou no lugar de Alex. As alterações deram nova vida ao Colorado. Com mais ímpeto, o time voltou a tomar conta da partida e ter mais volume de jogo. Aos 22, D'Ale cobrou falta com categoria e Luiz Muller buscou a pelota no ângulo. No escanteio, em seguida, Fabrício bateu rasteiro e o goleiro fez nova defesa.

Com mais força ofensiva e no campo do adversário, Abel resolveu ousar mais e colocou Wellington Paulista no lugar do lateral Gilberto. E o camisa 9 estava predestinado nesta noite. Logo após sua entrada, aos 38, o centroavante aparou o cruzamento e abriu o placar. Com o 1 a 0, o Inter passou a administrar a vitória e garantiu os três pontos na conta.

Campeonato Gaúcho – 11ª rodada

Inter 1
Dida; Gilberto (Wellington Paulista), Paulão, Ernando e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alex (Alan Patrick) e D'Alessandro; Jorge Henrique (Otávio) e Rafael Moura. Técnico: Abel Braga.

Brasil de Pelotas 0
Luiz Muller; Wender, Evaldo, Fernando Cardozo e Edu Silva; Leandro Leite, Washington, Márcio Hahn (Nena) e Cleiton; Alex Amado (Ricardo Schneider) e Léo Dias (Dinei). Técnico: Rogério Zimmermann.

Cartões amarelos: Willians (I); Evaldo, Washington, Leandro Leite (B).
Gol: Wellington Paulista (38min/2ºT).
Árbitro: Márcio Chagas da Silva
Assistentes: Carlos Henrique Selbach e Tatiana Jacques de Freitas
Local: Estádio Beira-Rio

Bookmark and Share


TAGS » Futebol, Inter, Esporte