Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
12ºC
Amanhã
15º 24º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Copa Libertadores

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/02/2014 00:42 - Atualizado em 27/02/2014 00:43

Hernane marca no possível adeus ao Flamengo

Centroavante marcou um dos gols na vitória por 3 a 1 sobre o Emelec

No possível último jogo de Hernane com a camisa do Flamengo não poderia ser diferente. Com um coro generalizado de "Fica, Hernane", O Brocador voltou a marcar no Maracanã e ajudou o Rubro-Negro a vencer o Emelec por 3 a 1 na segunda partida do time da Gávea na Libertadores. A vitória deicou o Fla bem vivo na competição sul-americana.

Agora, o Rubro-Negro soma três pontos e passa para a segunda colocação no Grupo 7 da Libertadores. No próximo dia 12 o time de Jayme de Almeida retorna ao Maracanã para o duelo contra o Bolívar.

Os minutos iniciais foram de muita afobação pelo lado do Flamengo. A saída em barnco de Felipe no primeiro perigo de gol do Emelec deixou o time ainda mais sem confiança com muitos erros de passe. Mas Elano precisou de apenas 11 minutos para tranquilizar o Maracanã. Em uma cobrança à lá Zico - que esteve no estádio aconpanhando a partida -, abriu o placar para o Rubro-Negro, deixando a pressão com o time equatoriano.

O tento, entretanto, deixou o jogo ainda mais movimentado, já que o Emelec não demonstrou abatimento e foi em busca do empate. A partir daí, a equipe do Equador começou a postar a marcação do meio de campo para frente, deixando os meias do Flamengo sem ação. A postura da equipe de Gustavo Quinteros obrigou a defesa rubro-negra a fazer ligações ao ataque a base de chutões. Com isso, a única oportunidade de o Fla ampliar o placar foi em um contra-ataque, que foi parado pela trave.

Para tentar corrigir essa falha no meio de campo do Flamengo, Jayme optou pela entrada de Gabriel no lugar do argentino Mugni, o que resultou efeito imediato no jogo. O jovem deu mais velocidade e municiou com muito mais qualidade os atacantes. Daí em diante, o time ficou mais organizado e o segundo gol saiu naturalmente. André Santos saiu bem da marcação e achou Hernane, que não perdoou, fazendo, talvez, o último gol pelo time.

Com a vantagem no placar, o Rubro-Negro soube cadenciar a partida, tendo total comando das ações, com muitas oportunidades de gols. O Emelec, por sua vez, só conseguia sair em alguns contra-ataques, sem muito poder de reação. Porém, quem se aproveitou disso foi o próprio Flamengo, que se beneficiou dos espaços do time equatoriano. Em uma rápida saída de bola, Everton não desperdiçou desta vez e ampliou o placar, que só não tornou-se goleada, pois em um belo chute de Escalada, de longe da área, a bola desviou em Samir e enganou Felipe.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.