Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • 07/03/2014
  • 21:52
  • Atualização: 22:09

Defesa falha e Grêmio cede empate no final ao São Luiz

Tricolor deixou vitória escapar nos minutos finais e permitiu a igualdade em 2 a 2 à equipe Ijuí

  • Comentários
  • Bernardo Bercht/Correio do Povo

Os reservas do Grêmio não conseguiram superar o lanterna do Gauchão. O Tricolor chegou a dar ares de que iria golear o São Luiz, nesta sexta-feira, mas protagonizou tropeços e amargou o terceiro jogo seguido sem vitórias. O São Luiz conseguiu o 2 a 2 mesmo com um jogador a menos, depois dos gremistas desperdiçarem oportunidades no estádio 19 de Outubro.

Com o resultado, o Grêmio vai a 23 pontos, ainda na liderança do Grupo B, mas agora ameaçado por Caxias e Novo Hamburgo. Já o São Luiz está virtualmente rebaixado, mas segue com chances matemáticas de permanecer na série A do Gauchão, com 7 pontos na última colocação da chave. A equipe vermelha e branca, porém, depende de resultados paralelos.

Começo avassalador do lado azul


Os reservas do Grêmio começaram em carga total sobre os combalidos atletas do São Luiz. Logo na saída de bola, Lucas Coelho se antecipou em bola rolada para trás e chutou a gol, quase abrindo placar aos nove segundos. O que foi “uh” no início não demorou muito mais para virar grito de gol, pois depois de cobrança de escanteio, aos exatos 102 segundos de bola rolando, Saimon subiu no segundo pau e cabeceou para o fundo das redes, definindo o 1 a 0.

O gol, entretanto, acordou os donos da casa. Aos seis minutos, o goleiro Busatto precisou trabalhar. A bola foi chuveirada na área do Grêmio e Gabriel Mattana cabeceou no ângulo direito, mas o goleirão catou lá em cima. Exatamente quando o Tricolor dominava a posse de bola, um lance fortuito levou o São Luiz ao empate. Aloísio recebeu de Matheus, mandou um balaço de fora da área e Busatto deu muito azar, pois a bola rebateu na trave e bateu nas costas do goleiro antes de entrar para o 1 a 1.

Aí o São Luiz ganhou confiança de vez e começou a tocar a bola no campo do Grêmio. Matheus quase marcou em chute de cobertura, que o goleiro Busatto, adiantado, correu para defender, mas agradeceu quando a bola passou sobre a goleira. O Tricolor era perigoso nos lançamentos de Maxi Rodrigues e foi exatamente dos pés do uruguaio que saiu o segundo gol, mesmo com o time mal em campo.

Aos 35, o uruguaio conseguiu grande lançamento para Everton. O garoto driblou dois zagueiros e conseguiu tocar de bico, prensado contra o goleiro. A bola sobrou para Yuri Mamute que, sem goleiro, rolou de chapa para o fundo das redes, desempatado a partida.

Tricolor joga mal e permite empate com um a mais em campo

A segunda etapa começou com substituição e novo gás no São Luiz. Paraná entrou em campo e já nos primeiro minutos experimentou dois chutes de fora da área. Levou perigo, mas não chegou ao gol. Aos 9 minutos, Léo Gago arriscou chute muito forte em cobrança de falta. A bola contornou a barreira e ia entrar no canto esquerdo, porém o goleiro Alê fez grande defesa.

Depois disso, contudo, o jogo caiu muito de qualidade e lances importantes. O São Luiz jogava no desespero e o Grêmio controlava o placar. Ficou ainda mais difícil para os donos da casa com a expulsão de Junior Barbosa. Mesmo assim, aos 33 minutos, Aloisio cobrou falta para dar um susto no Tricolor. Busatto saiu mal na bola e Rhodolfo conseguiu o cabeceio, mas mandou direto para fora. A resposta tricolor veio com Maxi Rodriguez, que invadiu a área pela esquerda e chutou muito forte, para nova boa defesa de Alê. No rebote, Jean Deretti teve a chance de escorar para o gol, mas cabeceou para fora.

O castigo veio a galope aos 43 minutos. Mesmo com um jogador a menos, o São Luiz insistiu pela esquerda com Adilson Baía que conseguiu um cruzamento na área. Pedro Geromel foi pressionado por Fábio Alemão, se atrapalhou para afastar e mandou contra a meta de Busatto, definindo o amargo empate em 2 a 2.

Bookmark and Share