Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
12ºC
Amanhã
19º 27º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

13/03/2014 23:08 - Atualizado em 13/03/2014 23:27

Grêmio e Newell's ficam no 0 a 0 na Arena

Resultado mantém Tricolor na liderança do Grupo 6 da Libertadores

Grêmio empatou sem gols com argentinos
Crédito: Fabiano do Amaral

O Grêmio não conseguiu superar o bloqueio defensivo argentino e amargou um empate contra o Newell's nesta quinta-feira. Empurrado pela torcida na Arena, o Tricolor foi com tudo para cima na segunda etapa, mas perdeu duas chances incríveis e acabou ficando no 0 a 0 no duelo válido pela terceira rodada do Grupo 6 da Libertadores.

Com o resultado, o Tricolor vai a sete pontos na chave, ainda na liderança isolada. O Newell's, contudo, está a apenas três de diferença, assim como o Nacional de Medelín – ambos têm quatro pontos, enquanto o Nacional do Uruguai amarga a lanterna com um ponto. Na próxima quarta-feira, o Grêmio volta a encarar o time argentino, desta vez em Rosario. Antes disso, fecha a participação na primeira fase do Gauchão encarando o rebaixado Pelotas, em casa.

Argentinos marcam muito e anulam o Grêmio


Foi complicado ao extremo o primeiro tempo para o Grêmio. O Newell's armou um ferrolho que tirou as alternativas de ataque. Apesar dos argentinos errarem muitos passes, a equipe recompunha o setor defensivo rapidamente e praticamente anulavou os arremates a gol.

Aos cinco minutos, Zé Roberto foi lançado na área, deixou o goleiro para trás e tentou cruzar a bola, mas Guzmán se recuperou e tocou para escanteio. Depois, Heinze inverteu lançamento na frente da área e Luan fez a interceptação. O atacante dominou no peito, mas ele adiantou demais e a marcação chegou para evitar o chute. Barcos também teve a oportunidade, ao roubar bola da defesa, mas foi travado no momento do arremate.

A boa notícia é que, a não ser por um pouco de pressão já no fim da etapa, o time argentino também não conseguiu superar a colocação ofensiva do Tricolor. A exceção foi na qualidade de Máxi Rodrigues, aos 29 minutos. Ele ajeitou na intermediária, viu Marcelo Grohe deslocado no canto esquerdo e tentou acertar no ângulo oposto. A bola viajou, Grohe voou, mas passou rente ao poste em tiro de meta.

Tricolor pressiona na segunda etapa, mas perde gols


O Grêmio voltou para a segunda etapa sem modificações e com as mesmas dificuldades em furar o bloqueio do Newell's. Aos cinco minutos, Luan fez bela jogada individual, mas pecou por segurar demais a bola. Driblou e driblou, contornou da linha de fundo pela direita até dentro da área, mas não chutou. Rolou para Ramiro, que muito marcado chutou contra a marcação.

A resposta do Newell's veio com Cáceres, que arriscou em rebote de jogada aérea. A bola passou perto, mas Marcelo Grohe não precisou trabalhar. Sem efetividade ofensiva, Enderson começou a promover mudanças e trocou Luan, Riveros e Zé Roberto por Dudu, Alán Ruiz e Maxi Rodriguez. Em seu primeiro lance, Dudu escapou na esquerda e cruzou na área, mas Werley chegou a atrasado para escorar para o fundo do gol.

O Tricolor foi para a pressão, mas desperdiçou duas oportunidades incríveis. Aos 33 minutos, Alán Ruiz ganhou da marcação e deixou Barcos na cara do goleiro, mas o argentino chutou para fora, ao invés de simplesmente deslocar Guzmán. Aos 35, Dudu cruzou na área, Ramiro perdeu debaixo da trave e a bola sobrou para Pará. Com o gol à disposição, o lateral encheu o pé, mas errou a mira e acertou o travessão. Maxi Rodriguez ainda fez bela jogada aos 45 minutos, driblando dois defensores, mas chutou errado, mandando ao lado do gol. Era mesmo dia do zero a zero.

Libertadores - Fase de grupos

Grêmio 0
Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho, Riveros (Dudu), Ramiro, Zé Roberto (Alán Ruiz) e Luan (Maxi Rodríguez); Barcos. Técnico: Enderson Moreira.

Newell's 0
Guzmán; Cáceres, López, Heinze e Casco; Bernardi (Castro), Villalba e Banega (Orzán); Figueroa, Ponce (Trezeguet) e Maxi Rodríguez. Técnico: Alfredo Berti.

Arbitragem:
Carlos Amarilla (PAR), com Carlos Cáceres e Dário Gaona (PAR).
Público/Renda: 43.628 (40.945 pagantes)/R$ 2.404.499,00.
Cartões amarelos: Lopéz, Casco (N); Wendell, Alán Ruiz (G).
Local: Arena do Grêmio

Bookmark and Share

Fonte: Bernardo Bercht / Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.