Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 22/03/2014
  • 18:35
  • Atualização: 18:45

Abel reconhece dificuldade, mas ressalta que vitória foi merecida

Técnico do Inter reclamou do gramado e se mostrou decepcionado por jogar fora de casa

Abel admitiu dificuldade contra o Cruzeiro | Foto: Alexandre Lops / Inter / CP Memória

Abel admitiu dificuldade contra o Cruzeiro | Foto: Alexandre Lops / Inter / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

O Inter demorou para engrenar e garantir a vitória sobre o Cruzeiro na tarde deste sábado, por 3 a 1, pelo Gauchão. Após o jogo, o técnico Abel Braga admitiu que o desempenho de sua equipe não foi o dos melhores e que encontrou dificuldades no início. Segundo ele, o adversário montou um bom esquema, mas o Colorado obteve uma vitória merecida.

“Tivemos as dificuldades iniciais do jogo. Eles armaram um losango e neutralizaram nossos avanços pelos lados. Depois a gente equilibrou e conseguiu o primeiro gol com o Aránguiz”, analisou o treinador. “Tivemos consciência do que o Cruzeiro estava fazendo e ajeitamos o time. Dominamos no segundo tempo e acho que a vitória foi justa”, acrescentou.

A transferência do jogo do Beira-Rio para o Estádio do Vale foi novamente assunto da coletiva do comandante colorado. Desta vez, Abel reclamou da situação do gramado da casa do Novo Hamburgo. Ele contou que havia pedido para a grama ser cortada antes do duelo. “O que me incomodou foi o campo. Coloquei a responsabilidade nisso, porque pedi para que fosse cortado. Mas ele estava muito ruim e foi muito difícil”, relatou.

Ele classificou a situação como uma “decepção”. Para a semifinal, diante do Caxias, o Inter provavelmente vai sediar o duelo em Novo Hamburgo também. “A gente já vai para o mês de abril e só fizemos dois jogos em casa. Não consigo entender isso. Se tiver que jogar aqui (em Novo Hamburgo), paciência. Vamos falar com o pessoal do nosso CT para dar ajuda no gramado”, observou.

Irônico, o técnico Abel disse que, se continuar assim, a torcida colorada não saberá mais o caminho do Beira-Rio: “O Inter colocou o estádio em pé, fez o possível. Agora, tem que perguntar para os órgãos competentes. Daqui a pouco, o torcedor nem sabe qual é o caminho do nosso estádio, vai vir automaticamente para cá (Estádio do Vale)”.

Bookmark and Share


TAGS » Futebol, Inter, Esporte