Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
12º 23º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

30/03/2014 18:59 - Atualizado em 30/03/2014 19:29

Abel desabafa e destaca “vitória da humildade” do Inter

Técnico assumiu “erro” no primeiro tempo do Gre-Nal 400 e ressaltou mudanças para virada

Abel disse que vitória do Inter foi a da humildade<br /><b>Crédito: </b> Mauro Schaefer
Abel disse que vitória do Inter foi a da humildade
Crédito: Mauro Schaefer
Abel disse que vitória do Inter foi a da humildade
Crédito: Mauro Schaefer

O técnico Abel Braga comemorou muito a vitória do Inter sobre o Grêmio de virada, por 2 a 1, na tarde deste domingo, na Arena. Conforme o treinador, o Colorado teve problemas no primeiro tempo, mas melhorou na etapa final e conseguiu calar os “prognósticos da imprensa”. “Foi a vitória da humildade, que é obtida nos pequenos detalhes, no dia a dia”, decretou.

“Escutei muito que seria um massacre. Agora, quem falou tem que mostrar a cara. Ouvi que seria 8 a 0 para o Grêmio. Foi 9 a 2, então, porque eles fizeram um. A humildade é conquistada com pequenas vitórias”, acrescentou o comandante colorado.

Apesar o primeiro tempo terminar 1 a 0 para a equipe gremista, Abelão ressaltou a posse de bola colorada e disse que o problema foi a falta de inversão das jogadas. “No primeiro tempo, a gente teve 61% da posse de bola. Tem que ressaltar isso. Perdemos muito a bola por dentro e não conseguimos rodar de um lado para o outro. No segundo tempo, o time teve mais encaixe”, emendou o técnico.

No intervalo, Abel contou que chamou os jogadores e assumiu a derrota parcial nos 45 minutos iniciais. “Acho que errei no primeiro tempo, porque quis ganhar o meio-campo e não dar espaço para os dois volantes do Grêmio. Assumi isso no intervalo diante dos meus jogadores e mudamos para o segundo tempo. Dei mais liberdade para o Aránguiz”, explicou.

Mesmo com a boa vantagem obtida no primeiro confronto da final do Campeonato Gaúcho, o treinador frisou que a decisão não está definida e que o Inter precisará de muita atenção na partida de volta. “A soberba passa longe do Beira-Rio. O jogo não acabou e tem a segunda partida. Já existiram mil reviravoltas em Gre-Nais. Vamos agir com muita seriedade.”

Por fim, Abelão comentou a acusação do zagueiro Paulão de ter sido vítima de racismo na Arena: “Aquela atitude em relação ao Paulão diz tudo. É simplesmente lamentável. Dá nojo”.

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.