Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
17º 26º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

02/04/2014 23:51 - Atualizado em 03/04/2014 00:37

Grêmio vence Atlético Nacional e está classificado na Libertadores

Com gols de Dudu e Barcos, Tricolor bateu time de Medellín por 2 a 0

Barcos marcou seu primeiro gol nesta edição da Libertadores<br /><b>Crédito: </b> Raul Arboleda / AFP / CP
Barcos marcou seu primeiro gol nesta edição da Libertadores
Crédito: Raul Arboleda / AFP / CP
Barcos marcou seu primeiro gol nesta edição da Libertadores
Crédito: Raul Arboleda / AFP / CP

O Grêmio está classificado para a próxima fase da Libertadores. Para curar a ressaca do Gre-Nal 400 nada melhor que uma vitória convincente no palco onde o clube conquistou o bi da América. Com gols de Dudu e Barcos – esse de cavadinha – o time do técnico Enderson Moreira bateu o Atlético Nacional por 2 a 0 em Medellín, na Colômbia, pela penúltima rodada da fase de grupos do torneio continental.

Com o resultado, o Grêmio voltou à liderança do grupo 6, com 11 pontos. O Newell's Old Boys é o segundo colocado e tem oito. O Atlético Nacional soma sete pontos e o Nacional (Uruguai) tem um. Na próxima rodada, o Tricolor encara os uruguaios na Arena na próxima quinta-feira, às 22h. Com um empate, garante o primeiro lugar da chave.

Nacional começa melhor e Grêmio se defende

O primeiro tempo foi bastante complicado para o Grêmio. O Atlético Nacional não demorou muito para assumir o controle do jogo e ter mais posse de bola. O time de Enderson recuou e forçou a marcação no meio-campo. Apesar da pressão, os colombianos passaram a maior parte do tempo cruzando a bola ou finalizando de longe.

No início do duelo, o zagueiro Murillo errou atrás e cedeu uma boa oportunidade ao Tricolor. A bola sobrou para o atacante Dudu, mas ele não soube aproveitar. Depois, Medina e Cardona fizeram bela triangulação na esquerda. Só que a conclusão foi em cima da zaga.

Em seguida, Cárdenas tentou o cruzamento, a bola desviou na zaga e quase encobriu Marcelo Grohe. O goleiro deu dois passos para trás e tirou com a ponta dos dedos. A pressão seguiu nos minutos seguintes. Aos 19, Cardona arriscou de muito longe e a bola passou perto da meta. Depois, o meia passou bonito por Wendell na esquerda e alçou na área. A zaga gremista afastou.

As investidas dos donos da casa diminuíram no fim do primeiro tempo. O Tricolor respirou e até conseguiu criar algumas chances. Aos 35, Dudu cortou o zagueiro na área, mas tocou para fora. Na sequência, Riveros deu um giro espetacular no meio e soltou a bomba. O goleiro Armani pegou em dois tempos.

Tricolor cresce no segundo tempo

Muito diferente do Gre-Nal do fim de semana, os gremistas voltaram ligados para o segundo tempo. O time apresentou mais vontade e impôs uma marcação adiantada sobre o adversário. Com isso, passou a controlar os colombianos e ajeitou o setor de armação.

Num cenário favorável na etapa final, o primeiro gol do Grêmio não demorou a sair. Aos sete minutos, o ataque começou boa jogada com Luan. Daí Ramiro pegou a bola na direita e cruzou rasteiro. A pelota passou por Barcos na pequena área e caiu nos pés do Dudu. Totalmente livre, o camisa 7 só empurrou para as redes.

O Tricolor cresceu ainda mais após o 1 a 0. No lance seguinte, Barcos conseguiu se livrar da marcação, mas perdeu o tempo da bola. O técnico Juan Carlos Osorio então fez duas alterações no time da casa. Os colombianos equilibraram a partida e chegaram a reagir. Só que Grohe estava numa noite inspirada.

Aos 20, num levantamento, Duque testou muito perto da meta. Dois minutos depois, Cárdenas pegou rebote de primeira e fuzilou. O goleiro gremista operou um milagre. De imediato, o Tricolor emendou um contra-ataque e ampliou a vantagem na marca dos 23 minutos. Barcos roubou a bola na intermediária e arrancou em velocidade. Na frente do goleiro, o capitão deu uma cavadinha e tirou Armani da foto. Foi o primeiro gol do Pirata nesta Libertadores.

O 2 a 0 deixou ainda mais apático o Atlético Nacional. O Grêmio passou a administrar o confronto. Medina ainda chutou de longe, mas Grohe espalmou. No final, uma falta cobrada tinha como destino o ângulo. Mas mais uma vez o camisa 1 do Tricolor evitou o gol do oponente.

Libertadores - Grupo 6

Atlético Nacional 0
Armani; Bocanegra, Murillo, Henríquez (Berrío) e Díaz (Luis Páez); Medina, Mejía, Valencia, Cárdenas e Cardona; Ángel (Duque). Técnico: Juan Carlos Osorio.

Grêmio 2
Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Riveros, Ramiro, Edinho e Dudu (Pedro Geromel); Luan (Alán Ruiz) e Barcos (Léo Gago). Técnico: Enderson Moreira.

Gols: Dudu (7min/2ºT) e Barcos (23min/2ºT).
Cartão amarelo: Pará (G).
Local: Atanasio Girardot, em Medellín.
Arbitragem: Enrique Cáceres (PAR), com Carlos Caceres e Juan Zorrilla (PAR).

Bookmark and Share

     Ouça o áudio: Gols da vitória do Grêmio


Fonte: Laion Espíndula / Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.