Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
11ºC
Amanhã
16º


Faça sua Busca


Esportes > Automobilismo

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

03/04/2014 11:00 - Atualizado em 03/04/2014 11:28

Assessoria nega que Schumacher vai se recuperar em casa

Esposa teria investido R$ 37 milhões após acidente, segundo imprensa inglesa

Assessoria nega possibilidade de ex-piloto se recuperar em casa<br /><b>Crédito: </b> Jose Jordan / AFP / CP
Assessoria nega possibilidade de ex-piloto se recuperar em casa
Crédito: Jose Jordan / AFP / CP
Assessoria nega possibilidade de ex-piloto se recuperar em casa
Crédito: Jose Jordan / AFP / CP

O ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher segue internado no Hospital Universitário de Grenoble, na França. O alemão permanece em coma desde o fim de dezembro, quando sofreu um acidente enquanto esquiava nos alpes franceses. Nesta quinta-feira, a assessoria dele voltou a se pronunciar, mas, mais uma vez, sem dar maiores detalhes do quadro.

A imprensa inglesa informou na semana passada que a esposa de Schumacher, Corinna, estaria preparando um cômodo para levar Schumacher de volta para casa, já que os médicos não teriam dado muitas esperanças quanto à recuperação do ex-piloto. Corinna, inclusive, teria investido R$ 37 milhões para reformar um quarto e ter toda a aparelhagem necessária para que o alemão se recupere na casa localizada em Genebra, na Suíça.

Assessora de imprensa de Schumi, Sabine Kehm, refutou as notícias.  "Os rumores de que Corinna está remodelando a casa para levar um Michael são absolutamente infundados. Mais uma vez, o posso dizer é que existem sinais que nos dão esperança", afirmou ao jornal alemão "Bild", repetindo o discurso de que o ex-piloto apresenta sinais encorajadores na recuperação.

Schumacher se acidentou no dia 29 de dezembro ao bater a cabeça enquanto esquiava. O heptacampeão de Fórmula 1 sofreu um traumatismo craniano e chegou a ser submetido a duas cirurgias para o dreno de hematomas cerebrais e a redução de pressão intracraniana. No fim do mês de janeiro, um comunicado oficial confirmou que os médicos já estavam reduzindo os sedativos dele. Entretanto, Schumacher segue desacordado na França.

Bookmark and Share




Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.