Porto Alegre, quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

  • 06/04/2014
  • 18:37
  • Atualização: 18:59

"Por mim Índio fica até o fim do ano", destaca Abel Braga

Técnico celebra homenagem ao zagueiro, "um dos maiores das nossas conquistas"

Abel avisa que festa acabou e agora o time focará a finalíssima do Gauchão | Foto: Alexandre Lops/Inter/Divulgação CP

Abel avisa que festa acabou e agora o time focará a finalíssima do Gauchão | Foto: Alexandre Lops/Inter/Divulgação CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

A festa de reinauguração do Beira-Rio era do Inter, mas o personagem após o jogo foi o zagueiro Índio. Em meio às especulações sobre sua aposentadoria ou deixar o Colorado, ele recebeu um voto importante para seguir jogando. "Se depender de mim o Ìndio fica aí até o fim do ano. É um grande atleta", destacou o técnico Abel Braga após o 2 a 1 sobre o Peñarol.

Abel foi além, lembrou de Fernandão, Clemer e Tinga; mas citou com carinho especial o defensor da Libertadores de 2006. "Para mim é um dos maiores jogadores das nossas conquistas no passado", frisou.

Sobre os festejos deste domingo, Abel salientou que apesar da importância de vencer, o foco ainda é decidir o Gauchão no Gre-Nal. "Foi uma festa legal, mas tínhamos uma preocupação maior com o jogo do próximo domingo", definiu. "Claro que foi uma vitória que abrilhantou ainda mais a festa", reforçou o treinador.

"Agora não tem mais festa. Já ficou para trás", arrematou Abel em seguida, citando que os treinos de preparação serão retomados de forma intensa na terça-feira. A vantagem construída na Arena, para o técnico, não dá garantias de um título mais próximo. "Nunca existem jogos iguais", enfatizou.

Estrela dos 90 minutos, o meia D'Alessandro ganhou elogios de Abel. "A importância que ele está tendo para a minha equipe é a mesma que o Fernandão representou em 2006", avaliou.


Bookmark and Share