Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

  • 11/04/2014
  • 00:06
  • Atualização: 00:17

Rival do Grêmio, San Lorenzo é único grande da Argentina sem Libertadores

Time tem o Papa Francisco como torcedor mais ilustre

San Lorenzo é único grande da Argentina sem Libertadores | Foto: Juan Mabromata / AFP / CP

San Lorenzo é único grande da Argentina sem Libertadores | Foto: Juan Mabromata / AFP / CP

  • Comentários
  • Cristiano Munari / Correio do Povo

O adversário do Grêmio nas oitavas de final da Libertadores, o San Lorenzo é o único dos considerados clubes grandes da Argentina que ainda não venceu a Libertadores. O Ciclón, como é chamado, nunca chegou sequer à final da competição. Atualmente, no entanto, o clube que tem o Papa Francisco como torcedor vive um dos melhores momentos da sua história.

Depois de quase cair em 2012, quando teve que jogar a chamada “Promoción” (repescagem contra um time da Segunda Divisão, o Instituto de Córdoba), o clube renasceu em 2013. O San Lorenzo foi campeão do Torneio Inicial (primeiro turno do Argentino) e atualmente lidera o Torneio Final – tem os mesmos 21 pontos de Estudiantes e Colón, mas leva vantagem nos critérios de desempate.

O principal destaque da equipe comandada por Edgardo Bauza (que foi treinador de Barcos na LDU do Equador) é o meia Angel Correa, de apenas 19 anos. Principal jogador do time na conquista do Argentino, Correa desperta interesse de clubes europeus e deve deixar o Ciclón ao final da Libertadores.

Outros jogadores que merecem atenção são os meias Ignacio Piatti (autor de dois gols na vitória sobre o Botafogo) e Héctor Villalba e o lateral-direito Buffarini. A equipe terá dois desfalques certos para as oitavas de final. O meia Romagnoli (capitão) e defensor Fontanini foram suspensos pela Conmebol por quatro jogos por incidentes após o empate com o Independiente Del Valle, no Equador. Além disso, o atacante Nicolás Bladi está machucado e ficará fora da partida de ida, na Argentina.

O San Lorenzo só garantiu presença nas oitavas de final da Libertadores na última rodada da fase de grupos, quando goleou o Botafogo por 3 a 0 e ainda precisou secar o Independiente de Valle. Em seis jogos, foram duas vitórias, dois empates e duas derrotas.

Bookmark and Share