Porto Alegre, sábado, 22 de Novembro de 2014

  • 13/04/2014
  • 17:53
  • Atualização: 21:58

Com goleada, Inter conquista o tetracampeonato do Gauchão

Colorado teve facilidade para vencer o Grêmio por 4 a 1 no estádio Centenário

Inter conquista tetracampeonato do Gauchão | Foto: Fabiano do Amaral

Inter conquista tetracampeonato do Gauchão | Foto: Fabiano do Amaral

  • Comentários
  • Laion Espíndula / Correio do Povo

Com goleada e direito a gritos de "olé, olé", o Inter se consagrou tetracampeão gaúcho na tarde deste domingo. Sabendo administrar a vantagem obtida na Arena, o Colorado conquistou o torneio estadual pela quarta vez seguida. No estádio Centenário, o time de Abel Braga encontrou facilidade para bater o Grêmio por 4 a 1, no clássico de número 401.

Com a conquista em Caxias do Sul, na Serra, o Inter chega a 43 títulos gaúchos. O Grêmio tem 36. No Brasileirão, os dois times estreiam no próximo fim de semana. O Colorado pega o Vitória no sábado, às 18h30min, em casa. Já o Tricolor vai para Santa Catarina, onde enfrenta o Atlético-PR no Orlando Scarpelli, às 16h do próximo domingo.

Grêmio pressiona, mas sem ser efetivo

O Grêmio começou a partida pressionando o Inter. Com marcação adiantada, o Tricolor apresentou mais volume de jogo no primeiro tempo, mas não conseguiu torná-lo em chances claras de gol. O Colorado ficou mais atrás e esperou o adversário. Num bom lançamento, Rafael Moura fez a parede e D'Alessandro abriu o placar. O gol desestabilizou ainda mais o time gremista.

Com um minuto, o torcedor gremista ficou esperançoso com jogada na área. Após cruzamento, a bola sobrou ao lateral Pará na pequena área. Ele concluiu perto do gol. Depois do susto, o Inter acertou a marcação e diminuiu os espaços para o oponente. Na esquerda, Fabrício alçou a pelota para Rafael Moura, mas o goleiro Marcelo Grohe fez a defesa.

O Grêmio respondeu aos oito minutos, com arremate do atacante Dudu na meia-lua. O goleiro Dida segurou tranquilamente. Três minutos depois, Edinho arriscou uma bomba do meio da rua. Dida só acompanhou o trajeto da bola.

D'Ale abre o placar

As chegadas gremistas continuaram surtindo pouco efeito. Aos 23, Alán Ruiz pegou rebote na direita e concluiu para fora. Num dos poucos lances da primeira etapa, o Inter conseguiu o gol. Aos 27, o zagueiro Werley falhou. O atacante Rafael Moura fez a parede dentro da área e rolou para D'Alessandro. O camisa 10 meteu no canto.

O gol deixou o Grêmio perdido no jogo. Afoito e errando muitos passes, o Tricolor não conseguia armar no setor ofensivo. Aos 30, D'Ale cruzou e Wendell recuou a bola na tentativa de afastar a bola. Grohe segurou a pelota e o Inter pediu recuo.

Aos 34, Barcos pegou no meio e bateu com categoria no canto. Mas Dida espalmou. No final, D'Ale escapou pela esquerda e cruzou na pequena área. Só que Rafael Moura não alcançou.

Bombardeio de gols no segundo tempo

O técnico Enderson Moreira mudou o Grêmio para o segundo tempo, mas quem se deu bem foi o Inter. O treinador colocou Maxi Rodríguez no lugar do volante Edinho e abriu o meio para os colorados. Em oito minutos, os donos marcaram três gols no começo da etapa final.

Com quatro minutos, a defesa tricolor bobeou no lançamento de Paulão para Aránguiz. O chileno levou a marcação e tocou para a área, onde estava Alex, que deu um leve toque na bola para tirar o goleiro Grohe do lance - 2 a 0.

O Inter continuou em cima e D'Alessandro cavou um pênalti em seguida. Ele deixou Alan Patrick cobrar a penalidade. O meia bateu forte e fez 3 a 0 para os colorados.

Alex aproveitou o nervosismo gremista para fazer mais um. Na marca de 12 minutos, o camisa 12 recebeu na frente com liberdade, teve tempo de driblar o Grohe e empurrar para as redes: 4 a 0.

Após o bombardeio de gols, o Inter passou a trocar passes e a torcida gritar "olé, olé". Enderson desfez então a formação ofensiva, colocando o volante Léo Gago no lugar de Alán Ruiz.

O Grêmio marcou o gol de honra aos 20 minutos. Em lance individual, Dudu escapou pela direita e colocou a bola na pequena área. O zagueiro Ernando completou contra a própria meta. O Colorado seguiu administrando a partida e Ramiro reclamou de um pênalti a 27. Ele recebeu na direita e caiu no chão, mas o árbitro marcou apenas escanteio.

E o clássico também teve confusão. No final, Willians e Pará trocaram pontapés. Os jogadores dos dois times ficaram no empurra-empurra. O árbitro mandou os dois atletas para a rua. Daí o Inter só manteve a goleada para comemorar o título estadual pela quarta vez consecutiva.

Campeonato Gaúcho – Final

Inter 4
Dida; Gilberto, Paulão, Ernando e Fabrício; Willians, Aránguiz e Alex (Juan); D'Alessandro (Jorge Henrique), Rafael Moura e Alan Patrick (Ygor). Técnico: Abel Braga.

Grêmio 1
Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho (Maxi Rodríguez), Ramiro, Riveros, Alán Ruiz (Léo Gago) e Dudu; Barcos. Técnico: Enderson Moreira.

Gols: D'Alessandro (27min/1ºT), Alex (4 e 12min/2ºT) e Alan Patrick (10min/2ºT); Ernando (contra, aos 20min/2ºT).
Cartões amarelos: Edinho, Riveros, Léo Gago, Barcos, Wendell (G); Fabrício, D'Alessandro (I).
Cartões vermelhos: Pará (G); Willians (I).

Árbitro: Márcio Chagas
Auxiliares: Marcelo Barison e Júlio Cesar dos Santos
Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul

Confira galeria de fotos:






Bookmark and Share