Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 13/04/2014
  • 18:38
  • Atualização: 22:37

“Tem que lamber as feridas e seguir”, desabafa Enderson

Técnico ressaltou “hombridade” do Grêmio apesar da goleada do Inter no clássico 401

Enderson destacou hombridade do Grêmio na goleada | Foto: Fabiano Amaral

Enderson destacou hombridade do Grêmio na goleada | Foto: Fabiano Amaral

  • Comentários
  • Correio do Povo

O discurso de Enderson Moreira após a goleada de 4 a 1 do Inter na final do Gauchão, neste domingo, é de um técnico que terá de recuperar o ânimo dos seus jogadores para as próximas disputas da temporada. O treinador do Grêmio destacou o empenho do seu grupo, mesmo quando estava perdendo por 4 a 0, e disse que é hora de erguer a cabeça.

“Agora a gente tem que lamber as feridas e seguir em frente. Essa é uma derrota que dói muito. O time pede desculpa ao torcedor, mas está vivo na Libertadores”, comentou o comandante gremista. “O importante é passar por este momento, e tem a chance na Libertadores”, acrescentou.

O treinador também valorizou a dedicação do seu time durante a partida: “Vi muita hombridade da minha equipe, mesmo quando o placar estava 4 a 0 para o Inter. A gente tentou e continuou jogando. O futebol é apaixonante e de uma hora para outra pode sair vários gols”.

Na análise de Enderson, o Gre-Nal foi equilibrado no Centenário. Segundo ele, assim como na Arena, o Inter voltou melhor no segundo tempo e conseguiu os gols. “Tivemos dez minutos no segundo tempo em que as coisas deram certas para eles e muito errada para nós. Daí a gente tinha que buscar o resultado, só que nada funcionou”, observou.

Bookmark and Share