Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
11º 22º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

13/04/2014 18:49 - Atualizado em 13/04/2014 22:36

"Não vai ficar por aqui", promete Abel Braga

Técnico garante que temporada do Inter "não vai parar no primeiro semestre como nos últimos anos"

Abel reconheceu que sua equipe teve sorte em terminar o primeiro tempo à frente<br /><b>Crédito: </b> Fabiano do Amaral
Abel reconheceu que sua equipe teve sorte em terminar o primeiro tempo à frente
Crédito: Fabiano do Amaral
Abel reconheceu que sua equipe teve sorte em terminar o primeiro tempo à frente
Crédito: Fabiano do Amaral

O técnico Abel Braga destacou a felicidade com a conquista do Gauchão, mas foi rápido em salientar que o trabalho para 2014 é muito maior. "Não vai ficar por aqui", frisou o treinador, salientando as disputas de Copa do Brasil e Brasileirão. "Não podemos ficar nisso e temos muito mais coisas para conquistar", acrescentou.

Para Abel, a postura do time e a construção da forma de jogar dá segurança de um belo ano para o Colorado. "Como conheço muito bem o clube, conseguimos em poucas semanas fatores importantes", analisou. "O torcedor vai sair de cada jogo com a convicção plena de que vamos suar a camisa", reforçou o treinador.

Ele fez ainda mais, enfatizou para os jogadores a tarefa de premiar o presidente do clube com uma conquista. "Ainda é pouco, principalmente para uma pessoa chamada Giovanni Luigi. Conheci ele como vice-presidente, depois diretor de futebol e agora presidente. Ele merece mais", comentou Abel.

"Tivemos dois anos de exemplo, com a temporada do Inter encerrando no Gauchão", salientou o técnico. "Não vai acontecer de novo isso aí."

Sobre a partida, Abel reconheceu que sua equipe teve "sorte" em terminar o primeiro tempo à frente no placar. "Tivemos novamente dificuldades no primeiro tempo, como na Arena. Não é para jogar confeti, mas foi pura sorte sair com o resultado de 1 a 0", ponderou.

"No segundo tempo foi fantástico, até de forma anormal", admitiu o treinador. "Num Gre-Nal, fazer três gols num espaço de 10 minutos é raríssimo. Acho que, por fazer muito cedo o segundo gol, deixamos o adversário perplexo", analisou.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.