Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 17/04/2014
  • 08:11

Beira-Rio tem número de cadeiras abaixo da projeção inicial

Inter não realizou contagem definitiva de lugares na casa reformada

Beira-Rio tem número de cadeiras abaixo da projeção inicial | Foto: Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP

Beira-Rio tem número de cadeiras abaixo da projeção inicial | Foto: Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP

  • Comentários
  • Fabrício Falkowski / Correio do Povo

Da fase de projetos, há quatro ou cinco anos, até a inauguração, o Beira-Rio encolheu cerca de 1,4 mil lugares. E isso é apenas uma estimativa, já que os dirigentes colorados ainda não realizaram uma contagem definitiva das cadeiras instaladas no reformado estádio, que receberá seu primeiro jogo oficial neste sábado, quando o Inter estreia no Brasileirão enfrentando o Vitória.

O primeiro impacto será sentido já neste jogo. Nessa quarta-feira, a direção enviou aos conselheiros um e-mail avisando sobre a situação dos sócios que adquiriram cadeiras locadas ou têm perpétuas. Devido ao erro de cálculo, alguns lugares vendidos não existem ou possuem outra localização.

O aviso também foi publicado no site oficial e informa sobre "divergência de distribuição, visibilidade e disponibilidade de cadeiras em setores determinados entre a planta (...) e o atualmente instalado". Segue a nota: "O fato ocasionará a necessidade de pequenos ajustes de posicionamento em determinadas cadeiras de determinados setores".

Capacidade pode aumentar após a Copa

O tamanho do estádio sempre foi motivo de polêmica. Segundo algumas fontes, nos primeiros projetos, o Beira-Rio modernizado teria 53 mil cadeiras. Mais recentemente, estimou-se em cerca de 51,4 mil lugares. Se a perda agora detectada for mesmo de 1,4 mil lugares, o Beira-Rio acomodaria - contando camarotes, sky boxes e acentos VIPs - 50 mil torcedores. Depois da Copa, com a retirada de algumas cadeiras, a capacidade pode subir para cerca de 56 mil lugares.

Bookmark and Share